Mundo MS

Navegue Por Categoria

Concepção artística de estrela sendo ejetada por buraco negro: no caso da S5-HSV1, a velocidade atingida deverá levá-la para fora da Via Láctea. Crédito: James Josephides, Swinburne Astronomy Productions

A S5-HVS1 está se movendo tão rapidamente que deixará a Via Láctea e mergulhará no espaço intergaláctico

Uma estrela que viaja em velocidade ultrarrápida após ser ejetada pelo buraco negro supermassivo no coração da Via Láctea foi identificada por uma equipe internacional de astrônomos. A S5-HVS1 está se movendo tão rapidamente – 6 milhões de quilômetros por hora – que deixará a Via Láctea e entrará no espaço intergalático. Um artigo a esse respeito foi publicado na revista “Monthly Notices of the Royal Astronomical Society”.

A estrela foi descoberta na constelação de Grus, ou Grou, pelo autor principal, Sergey Koposov, da Universidade Carnegie Mellon (EUA), como parte do Inquérito Espectroscópico de Fluxo Estelar do Sul, liderado por Ting Li, da Carnegie e da Universidade Princeton (EUA). Estava se movendo dez vezes mais rapidamente que a maioria das estrelas da galáxia.

“A velocidade da estrela descoberta é tão alta que ela inevitavelmente deixará a galáxia e nunca mais voltará”, disse o coautor Douglas Boubert, da Universidade de Oxford (Reino Unido).

A descoberta inicial foi feita pelo Telescópio Anglo-Australiano e acompanhada de observações do satélite Gaia, da Agência Espacial Europeia (ESA), o que permitiu aos astrônomos revelar a velocidade total da estrela e sua jornada.

Jornada traçada
Estrelas de alta velocidade têm sido uma fonte de grande curiosidade para os astrônomos desde sua descoberta, há duas décadas. Como a S5-HVS1 está se movendo tão rapidamente e passou relativamente perto da Terra (29 mil anos-luz, ou “praticamente ao lado”, nos padrões astronômicos), criou-se uma oportunidade inédita para entender melhor esses fenômenos. Devido a essas circunstâncias únicas, os pesquisadores conseguiram traçar sua jornada de volta ao centro da Via Láctea, onde há um buraco negro que tem 4 milhões de vezes a massa do Sol.

“Isso é superemocionante, pois suspeitamos há muito tempo que os buracos negros podem ejetar estrelas com velocidades muito altas. No entanto, nunca tivemos uma associação inequívoca de uma estrela tão rápida com o Centro Galáctico”, afirmou Koposov. “Acreditamos que o buraco negro ejetou a estrela a uma velocidade de milhares de quilômetros por segundo, cerca de cinco milhões de anos atrás. Essa ejeção aconteceu no momento em que os ancestrais da humanidade estavam apenas aprendendo a andar com dois pés.”

Trinta anos atrás, o astrônomo Jack Hills propôs que estrelas super-rápidas pudessem ser ejetadas por buracos negros através de um processo que leva seu nome.

Visitante de terra estranha
“Esta é a primeira demonstração clara do mecanismo de Hills em ação”, disse Li. “Ver essa estrela é realmente incrível, pois, como a conhecemos, ela deve ter se formado no Centro Galáctico, um lugar muito diferente do nosso ambiente local. É um visitante de uma terra estranha”, acrescentou a cientista.

Originariamente, a S5-HSV1 vivia com uma companheira em um sistema binário, mas elas se aproximavam muito de Sagitário A*, o buraco negro supermassivo no centro da Via Láctea. Na briga gravitacional que se seguiu, a estrela companheira foi capturada pelo buraco negro, enquanto a S5-HVS1 foi jogada fora em velocidade extremamente alta.

“Minha parte favorita dessa descoberta é pensar de onde essa estrela veio e para onde está indo”, disse Alex Ji, da Carnegie Mellon, coautor do estudo. “Nasceu em um dos lugares mais loucos do universo, perto de um buraco negro supermassivo com muitas outras amigas próximas; mas vai deixar nossa galáxia e morrer sozinha, no meio do nada. Que fim triste.”

O papelão sempre foi um meio comum usado nas aulas de arte. Muitos de nós o usamos para fazer todo tipo de peças de arte, mas alguns não conseguem dominar tanto esse material que só podem usar o papelão como caixas de armazenamento. Se você é um desses últimos, terá uma surpresa com o que Monomi Ohno conseguiu criar com esse material.

Ohno, que compartilha suas obras de arte com mais de 13 mil seguidores no Instagram, dominou a arte de papelão e é capaz de criar esculturas impressionantes. Alguns de seus trabalhos incluem objetos do cotidiano, como relógios, lanches populares e coisas mais complicadas, como carros, robôs e personagens da cultura pop. Todos eles são extremamente detalhados e parecem incrivelmente realistas.

No entanto, os artistas tiveram que adotar essa técnica não por paixão pelo papelão e suas capacidades como material para fins artísticos, mas por necessidade. Ohno é uma aluna da Escola de Artes de Osaka, no Japão, que precisou encontrar outra maneira de concluir os projetos escolares devido à falta de fundos. Então, ela se voltou para o meio relativamente barato, que era facilmente possível, por exemplo, encomendar na Amazon.

Confira abaixo algumas de suas criações.




























Mais informações: Instagram | Facebook | ameblo.jp

Créditos da imagem: San Pedro Tláhuac Tradicional

Esqueletos enormes "ganharam vida" em uma rua da Cidade do México. Comemorando o Dia dos Mortos, as esculturas tornaram-se o centro das atenções em todo o bairro de Tlahuac.

Eles medem mais de 11 pés de largura e 7 pés de altura e estabelecem o tom para o importante festival anual durante o qual os habitantes locais honram a vida dos que partiram.

Créditos da imagem: San Pedro Tláhuac Tradicional
Pilhas de concreto desintegrado nos locais onde os esqueletos estão deitados na rua criam perfeitamente a ilusão de que os mortos-vivos estão estourando o asfalto.

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Metro Tacubaya

As animadas esculturas foram criadas por Jaén Cartonería, uma equipe familiar de artesãos que adotam a tradição nos últimos oito anos.

Créditos da imagem: Metro Tacubaya

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Jaén Cartonería usou o papel machê para criar as esculturas e as pintou de uma maneira que faz parecer que os esqueletos estão sorrindo.

O feriado do Dia dos Mortos reúne familiares e amigos para orar e lembrar de seus entes queridos que morreram, apoiando sua jornada espiritual. Curiosamente, na cultura mexicana, a morte é vista como uma parte natural do ciclo humano. Portanto, os mexicanos vêem esse feriado de vários dias não como um dia de tristeza, mas como um dia de felicidade, já que seus entes queridos vieram comemorar com eles.

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Jaén Cartonería

Créditos da imagem: Raymundo Medina Jaen

Créditos da imagem: Raymundo Medina Jaen

Mais informações em: Jaén Cartonería

NASA
A Agência Especial Americana (NASA) enviará um robô móvel ao polo sul da Lua para obter uma visão aproximada da localização e concentração de gelo de água no satélite natural da Terra.

Do tamanho de um carrinho de golfe, o Volatiles Investigating Polar Exploration Rover, conhecido como VIPER (Sigla em inglês) , percorrerá vários quilômetros utilizando quatro instrumentos científicos – incluindo uma broca de 1 metro – para avaliar vários ambientes do solo luar. Planejado para ser enviado em dezembro de 2022, VIPER coletará cerca de 100 dias de dados que serão usados ​​para informar os primeiros mapas globais de recursos hídricos da Lua.

Os cientistas consideravam os polos lunares como pontos promissores para encontrarem gelo – um recurso de valor direto para os seres humanos, de acordo com informações da NASA.



A inclinação da Lua já cria regiões permanentemente sombreadas, facilitando todo o processo. Como primeiro avanço, em 2009, um foguete da NASA descobriu uma grande cratera perto do polo sul e detectou diretamente a presença de gelo na água.

Para desvendar os mistérios do polo sul da Lua, o veículo espacial americano coletará dados sobre diferentes tipos de ambientes do solo afetados pela luz e pela temperatura – aqueles em completa escuridão, luz ocasional e luz solar direta. Ao coletar dados sobre a quantidade de água e outros materiais em cada um, a NASA pode mapear onde mais a água provavelmente se encontra.

O equipamento usará o Sistema Espectrômetro de Nêutrons, conhecido como NSS, para detectar áreas "úmidas" abaixo da superfície para investigações adicionais. O VIPER também irá parar e implantar uma broca para desenterrar estacas do solo de até um metro abaixo da superfície.

Ainda de acordo com informações da agência americana, essas amostras de perfuração serão analisadas por dois instrumentos especiais. Confira trailer de lançamento: 


Com informações da NASA
Fonte:Metro Jornal

NASA/AGENCIA ESPACIAL EUROPEA
O que você vê nesta imagem?

Parece o rosto de um fantasma ou alienígena, observando nosso planeta com seus olhos enormes e brilhantes.

A imagem acima foi capturada em junho pelo telescópio Hubble, que pertence às agências espaciais americana (Nasa) e europeia (ESA), mas só foi divulgada nesta semana, como parte das comemorações do Halloween.

"Quando os astrônomos olham as profundezas do espaço, não esperam encontrar algo olhando de volta para eles", diz o comunicado da Nasa sobre a descoberta.

Mas o fenômeno fotografado não tem nada de sobrenatural.

A imagem mostra uma colisão entre duas galáxias, mas muito mais violenta que o normal:

"Uma colisão frontal titânica", afirmam a Nasa e a ESA.

'Interações incomuns entre galáxias'
O fenômeno que o Hubble capturou está listado no "Catálogo de Galáxias e Associações Peculiares do Sul", elaborado pelos astrônomos Halton Arp e Barry Madore entre 1966 e 1987, a 704 milhões de anos-luz da Terra.

É daí que vem o nome — nada assustador — do que vemos na foto: sistema Arp-Madore 2026-424 (AM-2026-424).

O catálogo em que está inserido foi criado para inventariar milhares de interações incomuns entre galáxias.

E, como seu nome indica, o AM 2026-424 apresenta certas peculiaridades.

Forma de anel
Os "olhos" do "rosto fantasmagórico" são o núcleo de cada galáxia.

Anéis de estrelas azuis jovens e discos de gás e poeira das galáxias dão forma ao rosto, nariz e boca do "espectro". Direito de imagemNASA/AGENCIA ESPACIAL EUROPEAImage captionO nome — nada assustador — do que vemos na foto é 'sistema Arp-Madore 2026-424 (AM-2026-424)'

As agências espaciais enfatizam que, embora as colisões de galáxias sejam comuns na formação do universo, os choques frontais não são.

Essas colisões violentas dão origem à forma anelar do sistema.

"As galáxias em forma de anel são raras; apenas algumas centenas residem em nossa vizinhança cósmica. As galáxias precisam colidir na direção certa para criar o anel", afirmam a Nasa e a ESA.

Outra característica "frequente" da colisão entre galáxias é que uma grande se choca com uma menor e a devora, acrescentam as agências.

Mas, neste caso, o tamanho semelhante dos "olhos" do sistema AM 2026-424 sugere que as duas galáxias são aproximadamente do mesmo tamanho.

Os astrônomos estimam que esse fenômeno manterá sua aparência "assustadora" por "apenas" aproximadamente 100 milhões de anos:

"As duas galáxias vão se fundir completamente em aproximadamente 1 a 2 bilhões de anos".

Fonte: BBC Brasil

NASA/JPL-Caltech

epois de fazer progressos nas últimas semanas escavando a superfície de Marte, a toupeira da sonda InSight da Agência Espacial Americana (NASA) encontrou algumas dificuldades no trabalho.

Avaliações preliminares apontam condições incomuns do solo no Planeta Vermelho. A equipe da missão está desenvolvendo os próximos passos do projeto.

Uma concha na extremidade do braço da sonda foi usada nas últimas semanas para "prender" a toupeira contra a parede do buraco, fornecendo fricção necessária.

O movimento é o resultado de uma nova estratégia, alcançada após extensos testes na Terra, que descobriram que um solo inesperadamente forte está alterando o progresso da toupeira.

O próximo passo é determinar o quão seguro é mover o braço robótico para longe da toupeira para avaliar melhor a situação. A equipe continua analisando os dados e formulará um plano.

Enquanto isso, um sismômetro trabalha para fornecer uma melhor compreensão do interior de Marte e por que a Terra e o Planeta Vermelho são tão diferentes.

Fonte: Metro Jornal
Por Wellington Botelho


Com mais de 100 mil seguidores, o inseto posta fotos de suas viagens e conscientiza seus fãs sobre a importância da preservação ambiental


Os gatos, cachorros e até mesmo coelhos já tiveram os seus momentos de fama no Instagram. Desta vez, os holofotes vão para a Bee, a primeira abelha influenciadora digital do mundo, com mais de 100 mil fãs no Instagram. Em seu perfil, ela compartilha sua rotina, viagens pelo mundo, aulas de ioga e até mesmo os seus artistas favoritos, como Beyoncé.


Mesmo com os belos cliques nas paisagens mais famosas do mundo, o perfil é na realidade fictício e foi idealizado pela instituição francesa Beefund Foundation, que luta pela preservação das abelhas. O principal objetivo da página é conscientizar a sociedade sobre a importância da espécie.


A página visa conquistar uma grande quantidade de seguidores para atrair marcas que possam financiar ações de proteção e preservação das abelhas. Por isso, ao seguir a Bee, você pode ajudar na causa.

Preservação

“Se as abelhas desaparecerem da face da terra, a humanidade terá apenas mais quatro anos de existência”, alertava Einstein. 



REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

A vida desses insetos é crucial para o equilíbrio do ecossistema e também para a vida humana. A nível alimentar, elas são responsáveis pela polinização de dois terços de todos os alimentos que consumimos.


Além disso, elas são responsáveis em realizar a polinização de 80% das plantas e muitos produtos de consumo humano dependem desse processo. Fora que o setor da apicultura emprega e ajuda a economia brasileira.


A maior preocupação das organizações, como a Beefund Foundation, é o uso excessivo de agrotóxicos e pesticidas nas plantações que matam diariamente as abelhas, colocando em risco todo o ecossistema.


Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget