06/12/15

Um asteroide estaria em rota de colisão com a Terra, e é grande o suficiente para destruir a humanidade.

Esta é a afirmação radical de uma comunidade online de teóricos bíblicos que dizem que a vida como a conhecemos será dizimada entre 22 e 28 de setembro deste ano. Apesar da falta de conhecimento técnico do grupo, a previsão tornou-se tão popular que a Nasa foi obrigada a descartar a teoria publicamente.

“A Nasa não tem conhecimento de nenhum asteroide ou cometa que esteja atualmente em rota de colisão com a Terra, então, a probabilidade de uma grande colisão é muito pequena", disse um porta-voz da agência espacial. "Na verdade, para sermos mais claros, nenhum objeto grande é suscetível de atingir a Terra, a qualquer momento, nos próximos cem anos", completou.

De acordo com os teóricos, os governos das nações mais importantes do mundo estão cientes do que vai acontecer. Eles acreditam que eles estejam mantendo a informação em segredo para evitar pânico em massa e dar tempo para que ricos e famosos preparem-se para o evento.

O portal Inquisitr relata que o profeta, autoproclamado Reverendo Efrain Rodriguez, fez a previsão original depois de afirmar ter recebido uma mensagem de Deus. De acordo com a 'mensagem', Rodriguez diz que o asteroide atingiria uma área próxima a Porto Rico provocando terremotos e tsunamis. De acordo com o líder religioso, seria o suficiente para devastar a costa leste dos EUA, México, América Central e do Sul. Ele alertou que a Nasa deve emitir um alerta "para que as pessoas possam ser realocadas das áreas que serão afetadas".

Diversos perfis online que apoiam a teoria do apocalipse, estão compartilhando mensagens sobre o evento, que representaria uma catástrofe climática. Alguns citam uma reunião entre o ministro francês, Laurent Fabius, e o Secretário de Estado dos EUA, John Kerry, em maio de 2014, tenha sido mais uma prova do grande desastre global que estaria próximo para ocorrer, de acordo com declarações publicadas no Huffington Post.

No encontro, Fabius comentou sobre um ‘caos climático’ que poderia acontecer dentro de 500 dias. No entanto, tratava-se da conferência climática das Nações Unidas, que ocorrerá em novembro, na França. Mesmo assim, as teorias conspiratórias apenas aumentaram.

Apesar da teoria ser cientificamente infundada, há muito tempo, cientistas dizem que essas rochas espaciais representam uma grande ameaça para a Terra. Em setembro, o professor e cientista Brian Cox afirmou que corremos o risco de sermos dizimados por um asteroide e as autoridades não levam a ameaça a sério.

Cox, lembrou que, há alguns meses, um asteroide quase entrou na órbita da Terra, passando a ‘apenas’ 61.637 km do nosso planeta. O chamado 2014 EC possuía o tamanho aproximado de um ônibus e poderia ter causado grande estrago.

A NASA estuda e monitora, atualmente, cerca de 1.400 asteroides que, possivelmente, podem ser uma ameaça real para nós. De acordo com os relatórios, nenhum deles estarão em rota de colisão com o planeta em setembro deste ano.

Fonte: DailyMail Foto: Reprodução 

Segundo 'Telegraph', ele morreu no domingo (7).
Famoso por Drácula, ele também viveu Saruman em 'O senhor dos anéis'.

O lendário ator britânico Christopher Lee, famoso por interpretar Drácula e o maligno Saruman em "O senhor dos anéis" e em "O Hobbit", morreu no domingo (7), aos 93 anos, informa nesta quinta-feira (11) o jornal "The Telegraph".

De acordo com a publicação, ele estava internado havia três semanas em um hospital de Londres, na Inglaterra, para se tratar de insuficiência cardíaca e respiratória. O "Telegraph" diz ainda que a esposa de Lee optou por adiar o anúncio da morte porque queria, antes, avisar os familiares.

O agente de Lee disse, em comunicado, que a família "não deseja fazer comentários".

Christopher Lee nasceu em Londres em 27 de maio de 1922. Seus primeiros trabalhos como ator são dos anos 1940, mas foi na década seguinte que ele se tornou uma estrela.

Do período, destacam-se "A maldição de Frankenstein" (1957), o seu Drácula em "O vampiro da noite" (1958) e "A múmia" (1959). Com a popular produtora britânica Hammer Film Productions, especializada em longas de terror, repetiu o papel de Drácula em filmes lançados nos anos 1960 e 1970.

'Sou mais que um vilão'

A imagem de vilão, contudo, parecia incomodá-lo. "Por favor, não me descrevam como uma 'lenda do horror'. Eu deixei isso para trás", afirmou em entrevista ao "Telegraph".

Outro papel marcante foi o do vilão Scaramanga em "007 contra o homem com a pistola de ouro" (1974). Curiosamente, Lee era primo de Ian Fleming, escritor que criou James Bond.

Nos últimos 15 anos, Christopher Lee foi apresentado a uma nova geração de fãs. Além de trabalhar em "O senhor dos anéis", apareceu em outra franquia que está entre as mais populares da história do cinema: "Guerra nas estrelas" ("Star wars", no original), como Conde Dookan.

Trabalhou ainda em filmes do cultuado cineasta americano Tim Burton, como "A lenda do cavaleiro sem cabeça" (1999), o remake de "A fantástica fábrica de chocolate" (2005), na pele do pai de Johnny Depp, e "Sombras da noite" (2012).

Conhecido por sua voz muito marcante, Lee também dublou inúmeros filmes, inclusive de Tiim Burton. Deu voz a personagens de "A noiva cadáver" (2005) e "Alice no país das maravilhas" (2010), entre outros.

De cadeira de rodas, Lee chega a Berlim em 7 de
fevereiro deste ano (Foto: Philipp Mertens/Geisler-
Fotopres/Picture Alliance/AFP)

Atuou na 2ª Guerra

Em 2001, Christopher Lee foi nomeado Comandante da Ordem do Império Britânico por seus serviços como ator. Em 2009, foi nomeado Cavaleiro por seus serviços como ator e filantropo.

Em 2011, ao receber um prêmio pelo conjunto da obra no Bafta, considerado o Oscar britânico, declarou que jamais se aposentaria.

"Eu odeio ser um ídolo. Como dizia o querido [ator] Boris [Karloff], não vou pendurar as chuteiras até morrer", declarou na ocasião.

Christopher Lee também atuou da divisão de operações especiais da Grã-Bretanha na 2ª Guerra Mundial.

"Eu fiz parte do Serviço Aéreo Especial [SAS, na sigla original], mas nós somos proibidos – seja no passado, no presente ou no futuro – de falar sobre quaisquer operações específicas. Vamos dizer apenas que eu estava nas Forças Especiais e deixar por isso mesmo", lembrou certa vez.

Christopher Lee deixa a esposa, Birgit, conhecida como Gitte, com quem era casado desde 1961, e uma filha, Christina.

Fã de heavy metal

Ao longo da carreira, Christopher Lee explorou seu lado cantor e lançou discos, EPs e singles. Gostava muito de heavy metal.

O mais recente trabalho foi o EP "Metal knight", lançado em 2014. "Associo o heavy metal à fantasia pelo tremendo poder que transmite", explicou em um comunicado na época do lançamento.

"Metal knight" tinha quatro canções e três versões alternativas das mesmas. Duas delas eram originais do musical "O homem de La Mancha": "I, Don Quijote" e "The impossible dream". "Don Quixote é o personagem de ficção mais heavy metal que conheço", explicou Lee.

As outras faixas eram "The Toreador March", da ópera "Carmen", de George Bizet, e "My way", popularizada por Frank Sinatra.

Em dezembro de 2013, Lee havia se tornado o intérprete mais idoso com uma canção nas paradas dos Estados Unidos. A música se chamava "Jingle hell", espécie de paródia da natalina "Jingle bells".

Christopher Lee em cena de 'O Senhor dos anéis: A sociedade do anel' (Foto: Divulgação)

Christopher Lee: como Scaramanga em '007 contra o homem com a pistola de ouro' (1974), em 'A mansão da meia noite' (1983) e em 'Triage' (2009) (Foto: Divulgação/MGM)

O ator Christopher Lee, durante jantar de gala Cinema pela Paz em Berlim, em fevereiro de 2015 (Foto: Markus Schreiber/AP)

Christopher Lee espera enquanto sua mulher, a ex-modelo Gitte Lee, ajusta a insígnia de 'Comandeur de L'Ordre des Arts et Lettres', com a qual ele foi condecorado pelo embaixador francês na Inglaterra em dezembro de 2011 (Foto: Adrian Dennis/AFP)

Christopher Lee e sua mulher, a modelo holandesa aposentada Gitte Lee, na premiação do Bafta em Londres, em fevereiro de 2011 (Foto: Carl de Souza/AFP)

O ator Christopher Lee (esq.) posa com o diretor Tim Burton após receber prêmio da Academia de Cinema Britânico (Bafta), em Londres, em fevereiro de 2011 (Foto: Carl de Souza/AFP)

Christopher Lee se apresenta em dezembro de 1987 como ilusionista com a atriz alemã Marie-Theres Relin como ajudante em um evento de caridade realizado no Circo Krone, em Munique, Alemanha (Foto: Uwe Lein/AP)

Os atores Christopher Lee (esq.) e Vincent Price riem enquanto jogam xadrez durante gravações de 'O Ataúde do Morto-Vivo', em dezembro de 1968, na Inglaterra (Foto: Bob Dear/AP)

Christopher Lee e a atriz suíça Ursula Andres (dir.), em foto de novembro de 1973 (Foto: AFP)

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget