02/01/13


Minami Minegishi em foto tirada em 2012. Cantora raspou os próprios cabelos como autopunição por ter passado a noite com jovem de outro grupo pop
Minami Minegishi em foto tirada em 2012. Cantora raspou os próprios cabelos como autopunição por ter passado a noite com jovem de outro grupo pop
Uma cantora japonesa de 20 anos, Minami Minegishi, pediu desculpas públicas, chorou e raspou o cabelo por ter passado a noite com um jovem cantor. Ídolo teen, Minegishi faz parte do grupo pop AKB48, que proíbe suas integrantes de manterem relacionamentos amorosos durante a vigência de seus contratos, uma imposição que tem por objetivo preservar sua imagem de pureza diante dos milhões de seguidores que fantasiam com essas lolitas.

Na manhã do dia 17 de janeiro, no entanto, o tabloide "Shunkan Bunshun" publicou uma foto da jovem saindo da casa do também cantor Alan Shirahama, que faz parte de outro grupo pop, o Generations. Na imagem, a cantora aparece usando um boné preto, máscara e uma grande jaqueta, provavelmente na tentativa de não ser reconhecida.

Nesta sexta-feira (1º), o criador do grupo, Akimoto Yasushi, disse que ela seria rebaixada ao posto de estagiária do grupo, como punição pelo "transtorno causado pelo escândalo".

Poucas horas depois, a cantora publicou um vídeo no YouTube, se desculpando pelo seu "mau comportamento"."Peço perdão às outras integrantes da AKB48, à minha família, aos funcionários da minha produtora pelas preocupações que possam ter tido após a leitura de um artigo que apareceu hoje", chora a cantora, apelidada de Mii-chan e que é uma das integrantes mais idolatradas do AKB48.

"Como membro sênior, é minha responsabilidade servir de exemplo para as integrantes mais jovens", disse ela, chorando. "Meu comportamento é indesculpável, impensado e sem consciência para uma pessoa que é membro sênior", disse ela.

Neste vídeo, visto mais de quatro milhões de vezes em 24 horas, Minami Minegishi acrescentou "ter decidido sozinha" castigar sua conduta "impensada e imatura" raspando a cabeça, uma imagem dura que incomodou muitos japoneses.

Com 48 integrantes, o AKB48 (derivado de Akihabara 48) é um dos grupos teen mais populares do Japão e foi criado em 2005. Em 2009 e 2010, vários singles do grupo ficaram com o primeiro lugar das paradas japonesas. Em 2012, o grupo ganhou o próprio animé e fez com que o single "Give me Five!" vendesse mais de 1 milhão de cópias na semana de lançamento. Minegishi faz parte do grupo desde sua criação, em 2005.

*Com informações da AFP




Se dever, o juro pega; se poupar, a inflação come

Quando o brasileiro fica devendo no cartão de crédito, ele pode ver a sua dívida dobrar em apenas oito meses. Já quando põe dinheiro na poupança, o tipo de aplicação mais popular, tem que esperar nada menos que 14 anos e um mês para ver o seu capital multiplicar por dois.

Mesmo depois de toda essa espera, o poupador não teria muito o que comemorar. Seu rendimento já teria sido superado, com folga, pelo aumento dos preços, que, pela taxa de inflação atual, duplicariam em menos tempo.

Considerando os juros praticados em dezembro, veja quanto tempo alguns tipos de dívida levariam para dobrar.


Tipos de dívidas

Juros (% ao ano) Juros (% ao mês) Quantos meses leva para dobrar
Cartão de crédito 192,94 9,37 8
Cheque especial 146,83 7,82 9
Empréstimo pessoal em financeiras 124,21 6,96 10
Comércio 61,22 4,06 17
Empréstimo pessoal em bancos 41,42 2,93 24

Fonte: Anefac

A linha referente ao comércio pode ser lida da seguinte forma: quando o consumidor parcela uma compra em 17 vezes, com os juros citados, ele paga o dobro pelo produto, em comparação com o preço à vista.

Poupança versus inflação
A poupança tem hoje uma rentabilidade de 5,075% ao ano (0,41% ao mês) e assim ficará enquanto o Banco Central mantiver a Selic, taxa básica de juros, nos atuais 7,25% ao ano. A instituição já disse que o juro básico continuará nesse patamar por um tempo “suficientemente prolongado”.

A taxa básica de juros em um nível baixo, quando em tempo de preços comportados, é claramente um dado favorável para a economia. No entanto, não se pode esquecer que a poupança hoje está rendendo menos que a inflação. No ano passado, o IPCA, índice oficial de preços, teve alta de 5,84%, ritmo que, se fosse mantido, faria o custo de vida dobrar em 12 anos e quatro meses.

Segundo analistas consultados pelo Banco Central, esse cenário não deve mudar muito no curto prazo. A expectativa é de que a inflação atinja 5,67% em 2013 e 5,5% em 2014.

É verdade que a situação já foi pior para os devedores. Em janeiro de 2011, por exemplo, o juro no cartão de crédito estava em 238,3% ao ano, o que fazia uma dívida dobrar em sete meses e mais que triplicar em um ano. Mas as condições do poupador também já foram melhores. Naquele mesmo ano, a poupança rendeu 7,5%, com um ganho de 0,94% acima da inflação.

Em tempo: quem ainda tem aplicação na poupança feita na época da regra antiga (até 3 de maio) conseguiu um ganho real. A rentabilidade, no ano passado, foi de 6,47%, ou 0,6% mais que a inflação, segundo cálculos da consultoria Economatica. Nos últimos dez anos, diz a empresa, o melhor momento do poupador foi em 2006, quando o ganho real atingiu 5,1%.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget