08/19/11




A previsão é de que o Street View na Amazônia esteja disponível na internet daqui a quatro meses. Vinte e três famílias vivem em Tumbira


Evaristo Sá/France Presse
A previsão é de que o Street View na Amazônia esteja disponível na internet daqui a quatro meses. Vinte e três famílias vivem em Tumbira Leia mais



















Em vias de receber Street View, Tumbira só tem energia elétrica oito horas por dia e os oito computadores da comunidade pertencem à escola 

Evaristo Sá/France Presse
Em vias de receber Street View, Tumbira só tem energia elétrica oito horas por dia e os oito computadores da comunidade pertencem à escola Leia mais






Tumbira tem uma igreja, uma escola e um campo de futebol. As ‘ruas‘ são os lagos que desembocam no igarapé Tumbira, braço do rio Negro

Evaristo Sá/France Presse
Tumbira tem uma igreja, uma escola e um campo de futebol. As ‘ruas‘ são os lagos que desembocam no igarapé Tumbira, braço do rio Negro Leia mais


No total, seis pessoas percorrerão as comunidades de Tumbira, Saracá, Santa Helena, Carão e Terra Preta até o início de setembro


Evaristo Sá/France Presse
No total, seis pessoas percorrerão as comunidades de Tumbira, Saracá, Santa Helena, Carão e Terra Preta até o início de setembro Leia mais



Barco é usado como meio de transporte pelo Google na amazônia

Evaristo Sá/France Presse
Barco é usado como meio de transporte pelo Google na amazônia Leia mais



Voadeira (canoa com motor de popa) percorre rios da floresta amazônica para captar imagens em 360 graus


Evaristo Sá/France Presse
Voadeira (canoa com motor de popa) percorre rios da floresta amazônica para captar imagens em 360 graus Leia mais


Com a ajuda de um triciclo e uma canoa motorizada, uma equipe do Google começou a captar nesta quarta-feira (18) cenas da floresta amazônica para o serviço de fotografia panorâmica do site.


O projeto, inédito em área de floresta, é chamado de Street View na Amazônia e estará disponível na internet daqui a quatro meses.
Tumbira, a primeira comunidade visitada, fica a 80 quilômetros em linha reta de Manaus, ou a uma hora e meia de barco.
Vinte e três famílias moram no local, que tem uma igreja, uma escola e um campo de futebol. As "ruas" são os lagos que desembocam no igarapé Tumbira, braço do rio Negro.
Evaristo Sá/France Presse
Equipe do Google começa a captar cenas da floresta amazônica para o projeto "Street View na Amazônia"
Equipe do Google começa a captar cenas da floresta amazônica para o projeto "Street View na Amazônia"
Câmeras fotográficas instaladas em um triciclo, que percorrerá trilhas dentro da mata; um tripé, que entra onde a bicicleta não consegue; e uma voadeira (canoa com motor de popa) captarão imagens em 360 graus.
"A ideia é mostrar os lugares da comunidade que são importantes para seus moradores", disse Karin Tuxen-Bettman, do Google.
Lançado no Brasil em 2010, o serviço está disponível em 51 cidades de São Paulo, Minas Gerais e Rio. A meta, segundo a empresa, é implantar o Street View em todo o país.
Para realizar o projeto na Amazônia, o Google recebeu autorização das famílias e do Ceuc (Centro Estadual de Unidades de Conservação).
A equipe de seis pessoas percorrerá também as comunidades de Saracá, Santa Helena, Carão e Terra Preta até o início de setembro.
Nem todos os moradores das áreas registradas terão a chance de se ver no Street View na Amazônia, no entanto. Em Tumbira, só há energia elétrica oito horas por dia, e os oito computadores pertencem à escola.
A repórter viajou a convite da Fundação Amazônia Sustentáve


A comunidade de Tumbira, na Reserva Florestal do Rio Negro, fica a apenas duas horas de barco de Manaus. É um trajeto bem curto para uma região em que são comuns as viagens por rio de vários dias entre uma localidade e outra.
Google Street View começa a registrar ribeirinhos da Amazônia
No AM, Google Street View chega antes em comunidade ribeirinha
A localização de Tumbira é privilegiada não só pela pouca distância da capital amazonense, mas também pela beleza do lugar, rodeado por florestas virgens e às margens de um igarapé no qual, com um pouco de paciência, é possível ver de vez em quando um boto cor-de-rosa.
Mas apesar dos atrativos, os oito quartos da única pousada do local passam a maior parte do tempo vazios. Só de vez em quando aparecem alguns pesquisadores, funcionários públicos ou jornalistas interessados nas experiências de desenvolvimento sustentável da área. Turistas, mesmo, são bem raros.
Mas agora Tumbira vai aparecer para o mundo: o Google começou na comunidade um projeto piloto de fazer imagens do rio, da floresta e da vila, para disponibilizá-las on-line. Trata-de de uma versão fluvial do Google Street View, em que o usuário consegue simular, via internet, uma caminhada pelas ruas de uma cidade.
"Nós vivemos quase no isolamento completo e agora vamos ficar expostos para mundo. Acho que isso vai ser muito bom para nós porque nossa comunidade tem coisa muito boa a oferecer", disse Nadia Garrido, que passou todos os seus 34 anos de vida morando na comunidade de Tumbira.
Evaristo Sá-18.ago.11/France Presse
Equipe do Google começa a captar cenas da floresta amazônica para o projeto "Street View na Amazônia"
Equipe do Google começa a captar cenas da floresta amazônica para o projeto "Street View na Amazônia"
PRIVACIDADE
Mas enquanto nas grandes cidade cada vez mais gente se preocupa de ter a privacidade invadida por câmeras --não são poucos os que pedem que o Google apague suas casa do Street View-- a maioria das pessoas na comunidade de 18 famílias parece estar mais empolgada em expor seu canto do mundo, do que receosa de ver câmeras circulando pela área.
"Aqui nós todos trabalhamos honestamente, então não tem porque ter medo de mostrar nossa comunidade para o mundo", disse Nadia.
Numa reunião em que compareceram representantes de quase todas as famílias da comunidade, todos os presentes autorizaram que suas casas fossem fotografadas (por fora) e apenas um morador mostrou uma preocupação: pediu que não fotogafassem seu bichinho de estimação --uma paca criada desde filhote-- por motivos que ele não explicou.
Cientes das controvérsias já provocadas nas cidades grandes pelo tema do respeito à privacidade, os técnicos do Google faziam questão de reforçar a todos os momentos que levam a questão muito a sério.
"Como já acontece com o Google Street View nas cidades, todos os rostos de pessoas que aparecerem nas fotos serão borrados para que não seja possível identificação. E quem quiser vai poder pedir também que a casa seja apagada das imagens", explicou Karin Tuxen-Bettman, uma especialista do Google enviada dos EUA para lançar o projeto na pequena comunidade Amazônica.
Na verdade, os funcionários do Google vão passar apenas uma semana na floresta, treinando funcionários da ONG Fundação Amazonas Sustentável --sua principal parceira no projeto-- e também moradores da comunidade, para que eles mesmos capturem as imagens.
"O que queremos é que estas pessoas mostrem a floresta e suas comunidades para o mundo de seu ponto de vista", explicou.
EQUIPAMENTOS
Serão usadas três técnicas diferentes para a coleta de imagens da região. Para capturar as fotos das margens dos rio --inicialmente num trecho de 50 km do rio Negro e igarapés adjacentes-- será usado um barco com as câmeras em cima.
"São oito câmeras que fotografam todo o entorno ao mesmo tempo, fazendo uma panorâmica de 360 graus, e uma câmera apontada para cima. Isso cria algo como uma 'bolha' de fotografia que tira imagens de todos os lados", explica Tuxen-Bettman.
Trata-se, na verdade, da mesma tecnologia que o Google usa nas cidades, colocada sobre um carro. Dentro das comunidades, as imagens serão feitas com a mesma câmera, porém montada em um triciclo, já que não há carros --ou mesmo ruas-- nas comunidades ribeirinhas da amazônia.
"Já usamos estes triciclos para fotografar áreas onde carros não podem entrar, como parques e universidades, mas é a primeira vez que vamos colocá-los para rodas em regiões assim", explicou.
E para fazer imagens de dentro da floresta e de alguns prédios públicos --como escolas e centros comunitários-- será utilizado um equipamento mais leve e simples: um tripé com uma câmera fotográfica equipada com uma lente grande angular, conhecida como 'olho de peixe', que tira fotos em um ângulo de 180 graus.
Roberto Brito de Mendonça, presidente da Associação Comunitária de Tumbira, foi um dos primeiros moradores a receber treinamento para utilizar o equipamento.
"Não é difícil, não. É bem divertido e gratificante poder fotografar a floresta com essa tecnologia toda", disse. "No começo, a gente até ficou um pouco com um pé atrás, mas a gente tem que evoluir igual ao pessoal da cidade grande. Quem sabe as pessoas vendo a gente na internet não vão se animar a vir pessoalmente aqui pra nos conhecer?", disse.
A ideia de fotografar a Amazônia surgiu cerca de dois anos atrás quando Virgilio Vianna, o superintendente da FAS --uma ONG que conta com grande apoio do governo para desenvolver economia sustentável nas reservas florestais do Estado-- conheceu executivos do Google na Conferência de Copenhague.
"Propus a ideia e foi imediatamente aprovada. Agora, dois anos depois, estamos aqui", diz Vianna.
ECONOMIA LOCAL
Além do turismo, Vianna espera que mostrar as comunidades amazônicas para o mundo também ajude a reforçar o desenvolvimento de outros aspectos da economia local.
"Nada impede que no futuro isso incentive as pessoas a comprarem produtos florestais daqui, produzidos ou extraídos de maneira sustentável", diz. "Esse projeto abre oportunidades novas que eram até então inacessíveis para as pessoas daqui."
Mas por conta do ineditismo e da complexidade do projeto, o Google evita fazer qualquer previsão de prazo para que o material seja efetivamente disponibilizado on-line.
"Tudo aqui é muito diferente. Estamos acostumados a fazer imagens de lugares que têm endereços formais, o que não é o caso dessas comunidades, e muito menos dos rio e da floresta", explica Tuxen-Bettmen. "Aqui vamos ter que contar apenas com coordenadas GPS [posicionamento via satélite]."
Mas a técnica do Google diz que está confiante que essa vai ser mais uma etapa bem sucedida dentro dos ambiciosos planos da empresa.
"O objetivo dos projetos Google Earth e Google Maps é organizar toda a informação geográfica e espacial do planeta e disponibilizá-la para todo o mundo. E esta é uma região do mundo ainda muito carente de mapeamento."
Se o Google atingir seu objetivo, uma das regiões mais faladas e mais desconhecidas do mundo pode em breve deixar de ser tão misteriosa.


A justiça do Ceará determinou o bloqueio de R$ 225 mil das contas do Google Brasil por descumprimento de ordens judiciais.
Um juiz condenou o Google por se recusar a tirar do ar uma série de blogs hospedados pela companhia, cujo conteúdo seria ofensivo ao prefeito da cidade de Várzea Alegre, cidade que fica a cerca de 315 km de Fortaleza, capital do Estado.
A companhia vinha sendo notificada judicialmente desde fevereiro para remover do ar três blogs com textos anônimos, acusando de corrupção e desvio de verba o prefeito da cidade, José Helder de Carvalho, cuja imagem teria sido denegrida pelos textos.
Na época, o juiz Gustavo Henrique Cardoso Cavalcante, da 1ª Vara da Comarca de Várzea Alegre, exigiu que a empresa também identificasse os autores dos textos, o que o Google se recusou a fazer, alegando que a atitude iria contra a liberdade de expressão.
Em maio, o Google recebeu multa diária de R$ 5.000 por descumprir a medida, que continuou sendo descumprida pela companhia.
Na quinta-feira (18), o juiz Augusto Cezar de Luna decidiu bloquear R$ 225 mil das contas do Google, que teria feito "uma afronta aos Poderes legalmente constituídos pela nossa Carta da República".
O Google não disse se vai recorrer da decisão, afirmando que não comenta casos específicos. Porém, acrescentou não ser responsável pelo conteúdo publicado por usuários e disse que acredita na liberdade de expressão, que tornaria a internet útil para a sociedade.
"Os casos de uso indevido dessa liberdade são punidos com a remoção dos conteúdos ilegais identificados, mas o Google não exerce controle prévio sobre os conteúdos criados pelos usuários nem fará o papel de polícia ou de juiz em relação aos conteúdos criados pelos internautas", afirmou a empresa em nota.
A Prefeitura da cidade de Várzea Alegre não estava disponível para comentários imediatamente.


Hoje (18) e ontem, participantes do festival youPIX, sobre cultura de internet, tiveram dificuldade de usar a conexão oferecida pela organização do evento. Grande parte preferiu usar sua própria conexão 3G.


Murillo Mello, professor de literatura e inglês, se deslocava pela Porão das Artes da Bienal procurando o melhor ponto para se conectar. Ele disse que a rede Wi-Fi do evento não funcionava em seu smartphone, e que sua própria conexão 3G só pegava fora do local. "Estou no Twitter, mas ele não atualiza."
Bob Wollheim, sócio-fundador da SixPix, que organiza o festival, diz que o problema se deve à capacidade dos roteadores. Segundo ele, não foi possível investir em roteadores capazes de suportar o tamanho do público do youPIX. "A gente não tinha grana para isso."


Os vencedores do prêmio Melhores da Twittosfera --que faz parte do festival youPIX, sobre cultura de internet-- foram anunciados na noite desta sexta-feira (19). O prêmio elege os melhores perfis e fenômenos do Twitter no Brasil em diversas categorias no decorrer do último ano. A escolha dos indicados e dos vencedores foi feita pelo público via internet, exceto na categoria #FF do Ano.

A usuária @vividantasgp ganhou nas categorias Avatar do Ano, Twitcam do Ano e Musa do Ano.
O "lingerie day", fenômeno em que tuiteiros postam fotos com roupas íntimas, ganhou na categoria Day do Ano. O perfil @victoroliveira ganhou o prêmio de twitpic do ano com a montagem fotográfica "Justin Bieber no Lingerie Day".
O perfil @pedreiro_online ganhou os prêmios Melhor Nome de Arroba, Twitter Anônimo do Ano e Muso do Ano.
Na categoria Hashtag do Ano (hashtag é uma etiqueta precedida do símbolo "#" usada para definir assuntos no Twitter), ganhou "#sandyfazanal". O fenômeno dos pôneis malditos foi eleito o Trending Topic do Ano.
Um tuíte do usuário @toshii_ ganhou na categoria RT do Ano.
A categoria #FF do Ano ("#FF", ou "follow friday", é uma hashtag que os usuários do Twitter usam para indicar perfis) foi decidida ao vivo por um júri, com a ajuda da plateia presente. Ganhou a usuária @Deeercy, que no discurso de premiação disse que o Twitter transformou sua vida.
Os prêmios para cada vencedor eram uma estatueta e uma mochila.


Em anúncio divulgado nesta quinta-feira (18), a HP disse que está abandonando o mercado de tablets e smartphones, considerando separar a sua divisão de computadores pessoais, que viraria uma nova empresa, e negociando comprar a fabricante de software Autonomy.
Seriam os maiores mudanças realizadas por Leo Apotheker, executivo-chefe da HP, para fortalecer a empresa na área de produtos e serviços corporativos. Apotheker tenta acelerar o crescimento da companhia, que tem sido lento.
"É o dia 1 da transformação", disse o executivo-chefe, em uma entrevista. Ele falou das "decisões difíceis" que precisaram ser tomadas, mas disse que buscava um desempenho melhor da empresa.
Divulgação
TouchPad, tablet da HP com sistema webOS, desenvolvido pela Palm, empresa adquirida em abril de 2010
TouchPad, tablet da HP com sistema webOS, desenvolvido pela Palm, empresa adquirida em abril de 2010
CELULARES E TABLETS
Aparelhos com webOS serão descontinuados, como os celulares das famílias Pre e Pixi e o tablet TouchPad, que estava encalhado nas prateleiras norte-americanas. A Best Buy, parceira da HP no lançamento do tablet, queria devolver o estoque do produto de volta para o fabricante. Em pouco mais de um mês, menos de 10% das 270 mil unidades foram vendidas.
No comunicado, a HP diz que "vai continuar a explorar opções para otimizar o valor do webOS", mas não dá nenhuma informação mais concreta de como o sistema operacional será aproveitado. A empresa considera licenciar o software para outras companhias, ou ainda vendê-lo.
Os celulares e o TouchPad são resultado da aquisição da Palm pela HP, em abril do ano passado, numa negociação avaliada em US$ 1,2 bilhão.
COMPUTADORES PESSOAIS
A HP diz que planeja alternativas estratégicas para o PSG (Personal Systems Group), divisão de computadores pessoais da companhia. Uma grande gama de opções está sendo considerada, como uma parcial ou total separação do PSG do restante da empresa ou outros tipos de transações.
Dividir a unidade de computadores pessoais pode eliminar o peso de um negócio com baixas margens de lucro para a HP, que tenta fortalecer o seu fornecimento de serviços e computação em nuvem (termo usado para descrever a oferta de produtos e serviços on-line) a clientes corporativos.
A estratégia desafia a IBM e a Oracle, duas gigantes do mercado. A HP pode seguir os passos da primeira, que vendeu sua unidade de computadores pessoais para a chinesa Lenovo em 2005.
A decisão sobre a unidade de PCs pode levar de 12 a 18 meses, disse a HP. Enquanto isso, a divisão continuará a funcionar como de costume. Apotheker ainda disse que a empresa não pretende deixar o mercado de impressoras.
A separação do PSG representaria um passo em direção oposta à da decisão de adquirir a fabricante de PCs Compaq, comprada pela HP por US$ 25 bilhões em 2002.
SOFTWARE
A aquisição da Autonomy, que faz software que busca e rastreia dados de empresas e governos, pode ajudar no redirecionamento da HP para software e serviços corporativos. A empresa se tornou uma das maiores companhias de tecnologia da Grã-Bretanha e tem BP, Ford e Departamento de Defesa dos Estados Unidos entre seus clientes.
Seria a terceira maior aquisição da história da HP, depois das compras da Compaq e da Electronic Data Systems. A oferta de US$ 10 bilhões pela Autonomy seria 64% acima do valor de mercado da companhia, que gerou quase US$ 1 bilhão em rendimento nos 12 meses anteriores a 30 de junho.
Divulgação
Leo Apotheker, executivo-chefe da HP
Leo Apotheker, executivo-chefe da HP
REVITALIZAÇÃO
Apotheker, que entrou na HP no ano passado, tenta revitalizar a companhia após uma série de trimestres desapontadores. As vendas em alguns negócios centrais são fracas em razão de erros internos, mudanças no mercado e uma economia em crise.
Em fevereiro, Todd Bradley, vice-presidente executivo da divisão de computadores da empresa, insistiu em uma entrevista que o PC ainda era uma parte valiosa dos negócios da HP. Ele rejeitou especulações de que a companhia iria se livrar da unidade. "O negócio de PCs tem sido estrategicamente importante para a HP", disse.
A HP dominou o mercado de PCs, mas nos últimos meses a indústria enfraqueceu, com a mudança dos desktops e dos laptops para os tablets. No terceiro trimestre, o rendimento das vendas de computadores pessoais da HP caíram 3%, para US$ 9,5 bilhões. Vendas para consumidores caíram 17%; vendas para clientes corporativos, por outro lado, subiram 9%.
Em junho, a empresa lançou o TouchPad, na esperança de competir com o Apple iPad, mas as vendas do tablet foram baixas, e a HP diminuiu seu preço em 20%. Agora, desistiu do aparelho.


A Apple está trabalhando com fornecedores de componentes e sua parceira de produção na Ásia para a fabricação em modo teste a partir de outubro da próxima versão do iPad, publicou o "Wall Street Journal" nesta sexta-feira (19), citando fontes próximas do assunto.
A Apple encomendou componentes como telas e chips para o novo iPad e planeja lançar a nova versão do computador tablet no início de 2012, segundo o diário.
O mercado espera que o novo iPad seja equipado com uma tela de alta resolução de 2048x1536 pixels.
Representantes da Apple não estavam disponíveis para comentar o assunto.


Os jogos para celulares, tablets e redes sociais ganham cada vez mais espaço no lazer dos usuários, uma tendência presente na feira europeia Gamescom, onde estão à mostra novas propostas e em debate o futuro destas plataformas.
A Gamescom, mais importante feira de videogames da Europa, que ocorre em Colônia (Alemanha) até o dia 21 de agosto, inclui nesta edição conferências e debates em torno de quatro novas áreas temáticas: celular e tablets, comunidades on-line, jogos independentes e jogos sociais.
Ao contrário de outras grandes feiras do setor, como o E3, em Los Angeles, onde é difícil encontrar jogos que não sejam destinados aos consoles, a Gamescom se adapta aos novos tempos para mostrar suas propostas ao público e fazer negócios.
Essa é a sensação de Sina Kamala, diretora de comunicação da desenvolvedora de jogos sociais Wooga. A companhia anunciou em Colônia o lançamento de Magic Land, mais um título que soma-se a outros da companhia consolidados no Facebook, como o concurso de inteligência Brain Buddies e o centro veterinário Happy Hospital.
Um dos obstáculos a esse tipo de videogame é que, como os usuários não costumam investir dinheiro nele, podem abandoná-los rapidamente. Por isso, Sina insiste na necessidade de incluir atualizações "semanalmente" --postura que, para a Wooga, refletiu no aumento do número de funcionários, que cresce proporcionalmente ao sucesso dos produtos.
Martin Meissner/Associated Press
Mulheres caminham com fantasias na Gamescom 2011; clique para ver galeria
Mulheres caminham com fantasias na Gamescom 2011; clique para ver galeria
A EA é uma das grandes desenvolvedoras que recentemente aderiu aos jogos sociais, com clássicos adaptados como Sims Social.
A porta-voz da Wooga afirma que, embora "seja interessante" ver o que fazem as grandes empresas "no âmbito social", sua empresa não está "assustada" com a concorrência: "Eles que devem ficar surpresos com o que conseguimos sendo uma empresa tão pequena, com cem trabalhadores".
A Bethesda é outra companhia que se adaptou aos novos tempos, lançando uma versão do popular Rage para os dispositivos Apple, uma iniciativa que rendeu 100 mil seguidores no Facebook, recorde que a empresa comemorou permitindo download gratuito do jogo durante esta semana.
A Sony não quer ficar atrás: além de dedicar espaço ao seu celular-console Xperia Play, seu Uncharted: Golden Abyss foi premiado no Gamescom como o melhor jogo para celular da feira.
Na carta de boas-vindas aos visitantes de Gamescom, o diretor da associação alemã de software de entretenimento interativo, Olaf Wolters, também deixa claro essa tendência em direção aos novos suportes de videogames.
Os desenvolvedores de jogos dirigem o foco agora para conquistar a atenção das mulheres com mais de 40 anos e, em geral, pessoas com pouco tempo livre. É um mercado aberto ao lazer digital interativo por meio de celulares, redes sociais e navegadores da internet.


A média de audiência dos primeiros 29 episódios de "A Fazenda 4" (Record) segue abaixo da média do mesmo período da edição anterior.
Da estreia até o dia 16 de agosto, registrou média de 12,4 pontos --cada ponto equivale a 58 mil domicílios na Grande São Paulo-- contra 14,8 pontos, a melhor das quatro edições.
A quarta edição do reality show só ganha da média de audiência da segunda, 11,1 pontos.
A Record não é a única que perdeu audiência desde 2009, quando estreou a primeira edição do programa.
A média da Globo no horário, que era de 31,7 pontos, caiu para 20,6 pontos.
A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta sexta-feira (19). A íntegra da coluna está disponível para assinantes do jornal e do UOL, empresa controlada pelo Grupo Folha, que edita a Folha.
Edu Moraes/Divulgação/Record
O apresentador Britto Jr., que comanda o reality show "A Fazenda", da Record
O apresentador Britto Jr., que comanda o reality show "A Fazenda", da Record, desde sua primeira edição


O humorista Renê Loureiro vai dar vida ao personagem-título do episódio especial de "Chaves" que o SBT exibe nesta sexta-feira (19) como homenagem aos 30 anos de emissora.
Integrante da trupe do "Café com Bobagem" e da "Praça É Nossa", ele contou estar apreensivo com a possibilidade de ser assistido por Roberto Bolaños, criador do personagem.
A ideia é que ele receba a gravação do especial como um presente pelas comemorações do aniversário da emissora, onde seu programa é exibido há anos com grande sucesso.
"Estou um pouco apreensivo", afirmou ao F5. "E se o cara sair falando: 'Quem que é esse idiota aí?' Eu fico pensando quem sou eu perto dele."
"Sempre fui fã do personagem", diz. "Ele tem um lado sentimental porque é sozinho."
O companheiro dele, Zé Américo, que dará vida ao mimado Kiko, está preocupado também, mas com como vai fazer para ficar com as bochechas enormes do personagem.
"Eu já tenho [bochechas grandes] naturalmente", brincou. "Mas não dá para ficar muito tempo com a boca inflada, só ele consegue fazer isso."
Ele diz que tentou imitar todos os trejeitos do original porque todo mundo tem "uma memória afetiva" dos personagens. "As pessoas quando assistem têm a voz já na cabeça."
Já Christina Rocha, que viverá a Dona Clotilde, diz não ter ficado chateada de ser convidada para viver "a bruxa do 71".
"Eu sou muito segura de mim", afirma. "É bom fazer a bruxa também. Todo mundo tem um lado bruxa dentro de si. É legal colocar para fora."
"A Dona Clotilde é uma mulher que tem um vulcão adormecido dentro dela", brinca. "Ela é mais velha, mas é até bem feita de corpo, a danadinha. O Seu Madruga nunca experimentou, mas se ele beijar ela, fica doidinho. Ele não tem noção do que pode sair dali."
Carlos Alberto de Nóbrega, que viverá o professor Girafales, diz achar o humor dos mexicanos bastante semelhante ao feito em "A Praça É Nossa".
"Os dois são programas bem simples, sem pretensão nenhuma", conta ele, que diz ser telespectador pouco assíduo de "Chaves". "O humor deles é um feijão com arroz bem feito."
Completam ainda o elenco Felipe Levoto, como Seu Madruga, Marlei Cevada, como Chiquinha, Ratinho, como Senhor Barriga, e Lívia Andrade, como Dona Florinda.
Roberto Nemanis/Divulgação/SBT
Chaves
Chaves, Kiko, Dona Florinda, Professor Girafales, Chiquinha, Dona Clotilde e Seu Madruga no especial do SBT
REMAKE
O diretor Marcelo de Nóbrega confirma que a intenção é "tentar chegar o mais perto possível do original".
Segundo ele, o único personagem cuja caracterização não ficou tão parecida foi o de seu pai, Carlos Alberto de Nóbrega.
"Ele não tem a altura do personagem", explica. "Pensamos até em usar uma perna de pau."
Preocupado com a competição com o último capítulo de "Insensato Coração", da Globo, ele fez um apelo aos fãs de "Chaves".
"Assistam 'Insensato Coração', mas depois mudem para o SBT para ver 'Chaves'", brincou. "Só não vai ser um sucesso total se entrar em cima da novela. Se entrar com o 'Globo Repórter' a gente vai ganhar. Todo mundo quer ver esse remake."
O especial vai ao ar a partir das 22h30, após "Amor e Revolução". No mesmo dia, o "Programa do Ratinho" fará uma homenagem especial a Roberto Bolaños.


O ator francês Gérard Depardieu, 62, se desculpou publicamente após ter urinado no corredor de um avião com destino a Dublin na última terça.
Em um comunicado à imprensa em nome de Depardieu, o ator Edouard Baer disse que o amigo tem problemas na próstata e ficou humilhado com a situação.
"Gerard ficou chateado e se ofereceu para limpar a bagunça. Ele tem problemas na próstata e foi humilhante para ele."
Divulgação
O ator Gérard Depardieu fez xixi no corredor de um avião
O ator Gérard Depardieu fez xixi no corredor de um avião
Ainda no comunicado, publicado pelo site da BBC, Baer disse que "ele estava totalmente sóbrio naquele momento. Aquele não é seu comportamento normal."
Segundo a versão de uma passageira, o ator quis ir ao banheiro durante a decolagem, e ao ter a passagem negada por uma aeromoça por razões de segurança, Depardieu abriu o zíper de sua calça e fez xixi no carpete do avião.
"Quero urinar, quero urinar", insistia o ator antes de tomar sua surpreendente decisão no voo AF 5010, que cobria a rota Paris-Dublin com 127 passageiros a bordo.
A aeromoça havia dito ao francês que esperasse 25 minutos após a decolagem: "O banheiro está fechado, não posso ajudá-lo", teria afirmado, segundo o depoimento.
"Não posso esperar", respondeu Depardieu, que apesar de ter deixado os passageiros incrédulos com seu gesto, não foi repreendido e voltou a se sentar em sua poltrona.
A companhia aérea confirmou nesta quarta-feira à Agência Efe que nesse voo houve "um incidente" protagonizado pelo ator, mas não quis fornecer mais detalhes sobre o ocorrido, que segundo a emissora gerou um atraso de duas horas, visto que o avião teve que retornar para que o carpete fosse limpo.
.


Personalidades que ganharam notoriedade no Brasil por meio da rede falaram sobre como reagiram à fama conquistada em um debate do youPIX, festival sobre cultura de internet, na tarde desta quinta-feira (18).
PC Siqueira, autor de vídeos com milhões de acessos no YouTube, falou sobre sua chegada à MTV. "Eu não queria esse tipo de exposição. Neguei durante um ano alguns convites da MTV. Passou um ano, e eu achei que era o momento certo."
Siqueira afirma que, mesmo com a fama, continua falando somente sobre o que quer. "Eu não fico pesquisando o que as pessoas querem. Às vezes eu falo o contrário só para irritar."
O debate também contou com Walquiria Raizer e Vinicius Nisi, integrantes da Banda Mais Bonita da Cidade, que ganhou fama nacional em poucos dias quando um vídeo da música "Oração" virou fenômeno na rede. Nisi disse que a notoriedade pode afastar alguns tipos de fãs. "Tem gente que gostava da banda antes do 'Oração', mas parou de gostar depois da fama na internet."
Kelly Fuzaro/MTV
O vlogueiro PC Siqueira, que ganhou fama pela internet e trabalha na MTV
O vlogueiro PC Siqueira, que ganhou fama pela internet e trabalha na MTV


O ator Russel Brand, 36, foi visto andando de mãos dadas e demonstrando muita intimidade com uma loira misteriosa.
Segundo a agência The Grosby Group, trata-se de uma figurinista do filme "Rock of Ages", que ele está gravando em Miami.
A cantora Katy Perry, 26, mulher do ator, teria ficado furiosa após a divulgação das imagens.
Fontes afirmam que a cantora de "Teenage Dream" ligou para Brand para saber o que estava ocorrendo.
"Com razão, ela ficou possessa", diz uma dessas pessoas, próxima do casal.
Segundo a revista "Now" informou no começo do mês, uma das regras do casal é nunca ser fotografado com pessoas do sexo oposto.
Enquanto filma em Miami, Katy Perry está em turnê pelos Estados Unidos.
The Grosby Group
Russell Brand e a loira misteriosa, rival da morena Katy Perry
Russell Brand e a loira misteriosa, rival da morena Katy Perry


Quem está acostumado a vê-lo sempre de terno, estranhou a mudança de visual.
O apresentador Silvio Santos, 80, foi só com a camiseta comemorativa para a festa de 30 anos do SBT.
Dono da emissora, ele falou aos cerca de quatro mil funcionários da emissora e disse ter especial carinho por eles.
"Eu posso garantir a vocês que eu nunca tinha ido ao meu banco [o Panamericano, que ele teve de vender no ano passado]. Aqui mesmo na Jequiti eu fui uma única vez. Mas eu nunca deixei de vir ao SBT. Os meus filhos de coração são vocês que trabalham junto comigo diariamente", afirmou.
"Eu vou vender o Baú, eu vou vender a Jequiti, vou vender a Telesena, mas vou continuar com a minha grande família que é o SBT", afirmou.
A comemoração ocorreu no pátio da empresa e contou com show da banda RPM.
Roberto Nemanis/Divulgação/SBT
Silvio Santos, com a filha Daniela Beyruti, diretora artística do SBT, na festa de 30 anos da emissora
Silvio Santos, com a filha Daniela Beyruti, diretora artística do SBT, na festa de 30 anos da emissora


O governo americano revisará os mais de 300 mil casos de imigrantes ilegais pendentes de deportação e deixará de lado aqueles que não tiverem antecedentes criminais, entre eles milhares de jovens estudantes, informaram fontes oficiais nesta quinta-feira.
"A ideia é assegurar que investimos nossos recursos onde há um forte impacto, (...) particularmente naquelas pessoas que foram condenadas neste país, para não atolar o sistema" de deportações, explicou uma das altas fontes que falaram por teleconferência sob condição de não serem identificadas.
O restante das pessoas, que não representarem perigo para a segurança do país, terão seus casos encerrados provisoriamente e receberão uma carta, indicou.
"Poderão solicitar permissão de trabalho, mas não é automático. Essas serão também decisões que serão tomadas caso a caso", afirmou a fonte após perguntas dos jornalistas.
Os Estados Unidos deportaram no ano fiscal de 2010 (outubro de 2009 a setembro de 2010) um recorde de 392 mil imigrantes ilegais.
Mais da metade deles tinha antecedentes criminais por condenações de todo tipo, o que significa outra mudança histórica na composição das deportações, que causam regularmente protestos entre grupos de defesa dos imigrantes, particularmente hispânicos.
Os que não tiverem antecedentes criminais não serão perseguidos, mas também não "vão receber nenhum estatuto migratório temporário", assegurou outra das fontes.
Diante da impossibilidade de uma reforma migratória integral, legisladores democratas e grupos de defesa dos imigrantes pedem há uma década a legalização desses estudantes, através da chamada Dream Act, que fracassou em diversas ocasiões, a última em dezembro do ano passado.
A nova diretriz do Departamento de Segurança Interna não afeta a maioria dos cerca de 11 milhões de imigrantes ilegais que estão nos Estados Unidos, mas somente os que tem casos pendentes nos tribunais migratórios.

Centenas de pessoas se mobilizaram nesta sexta-feira em Buenos Aires na "Marcha das Vadias".



Mulher mostra os seios na "Marcha das Vadias" em Buenos Aires

O lema da manifestação, inspirada em uma iniciativa canadense, contra a violência de gênero era "Não significa Não".
"Temos temas que precisamos dar visibilidade como a violência que a mulher vive em seu cotidiano, um problema que devemos resolver como sociedade, e a palavra vadia deve deixar de ser usada para justificar qualquer ofensa contra a mulher", afirmou Pamela Querejeta Leiva, uma das organizadoras.
A marcha começou no Obelisco e seguiu até o Congresso Nacional, enquanto aconteciam outras manifestações similares em Rosario (300 km ao norte de Buenos Aires) e Mar del Plata (400 km ao sul de Buenos Aires).
A "Marcha das Vadias" ou "Slut Walk" começou no Canadá, em abril, em resposta a um policial de Toronto que disse a universitárias que se não quisessem ser violentadas, elas deveriam deixar de se vestir como vadias. A marcha se disseminou para outros países, incluindo o Brasil.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget