03/24/15


Uma nova biografia de Steve Jobs foi lançada hoje nos Estados Unidos. O livro se chama, em inglês, Becoming Steve Jobs (Tornando-se Steve Jobs, em tradução livre).

O livro foi escrito por Brent Shlender e Rick Tetzeli. O foco, como o próprio nome sugere, é em como Jobs mudou ao longo dos anos e se transformou de uma figura irritada e impaciente no líder que conhecemos.

“Basicamente, não havia nada documentando como ele mudou. Eu sentia que o estereótipo inicial de metade gênio, metade babaca havia ficado”, explicou Rick Tetzeli, um dos escritores, em entrevista ao New York Times.

Veja abaixo alguns dos destaques do livro.

O retorno à Apple não foi planejado

Depois de sair da Apple e trabalhar com a Next e a Pixar, Jobs retornou à Apple. Os autores do livro sugerem que o retorno não foi uma estratégia pré-definida. Alguns nomes da tecnologia, como Bill Gates e o ex-CEO da Apple Gil Amelio, acreditam nisso.

Os autores apoiam a ideia de que Jobs tinha dúvidas sobre o retorno, por conta da situação ruim na qual a Apple se encontrava. Jobs tinha medo de que um fracasso fosse sujar a sua imagem.

“Eu decidi que não me importava, que era o que eu queria fazer. E se eu tentasse o meu melhor e fracassasse, bem, eu teria tentado meu melhor”, disse Jobs aos autores em uma entrevista antiga.

Jobs pensou em comprar o Yahoo

O livro fala sobre a relação próxima de Jobs com Bob Iger, CEO da The Walt Disney Company. Iger fazia visitas a Jobs na sede da Apple e foi um dos poucos “forasteiros” a ter acesso ao laboratório secreto de design de Jobs.

No livro, Iger conta sobre as conversas de negócios que tinha com Jobs. Era comum que eles falassem sobre outras empresas e sobre possíveis aquisições para a Apple. Iger revela aos escritores que Jobs cogitou comprar o Yahoo e entrar na briga dos buscadores.

Faz o leitor imaginar qual seria o nível de rivalidade entre a Apple e o Google.

Tim Cook não gostou da biografia anterior

Logo após a morte de Jobs, em 2011, o autor Walter Isaacson publicou uma biografia, chamada Steve Jobs. No novo livro, Tim Cook afirma que ela foi um “tremendo desserviço”.

“A pessoa sobre a qual leio naquele livro é alguém com quem eu nunca gostaria de trabalhar”, diz Cook. Outros funcionários da Apple também afirmaram que Jobs é distorcido no livro de Isaacson, entre eles o designer Jony Ive.

Camren: "Tudo o que eu queria fazer era plantar uma semente. Eu só queria que as pessoas soubessem que comer insetos é ok" 


Já somos sete bilhões de pessoas no mundo. Em 2050, seremos 9 bilhões. Como garantir alimento suficiente no futuro, quando ainda hoje 870 milhões de pessoas (uma em cada nove) passam fome no mundo? E como suprir essas necessidades sem aumentar a pressão sobre o meio ambiente? 

Um dos caminhos apontados pela Organização das Nações Unidas é a entomofagia, a dieta a base de insetos, que são ricos em proteína e demandam menos terra, água e outros recursos para serem produzidos do que proteína animal. 

Intrigado com o potencial nutritivo desses bichinhos e também com o fator "eca" que eles despertam em muitas pessoas, o estudante americano Camren Brantley-Rios, da Universidade de Auburn, lançou-se numa cruzada inusitada. 

Durante 30 dias, entre janeiro e fevereiro deste ano, ele trocou o bife e outros alimentos a base de carne por insetos como larvas, grilos e baratas. Camrem queria, acima de tudo, testar seus limites e ver se é possível consumir insetos, sem grandes dramas, em uma dieta diária equilibrada. 

Ao longo desse período, o cardápio do café, almoço e jantar trouxeram, obrigatoriamente, algum tipo de inseto. “Pensei que seria bacana servir de exemplo...e esse desafio é uma forma de superar minhas barreiras culturais e inspirar outras pessoas a fazer o mesmo", diz o estudante no site do projeto, onde registrou sua aventura gastronômica. 

A cada dia, surgia uma nova receita: macarrão ao pesto de grilos; combinado caprichado de feijão, legumes e larvas cozidas; um cookie de chocolate com inseto e uma pizza com grilos que parecem apetitosos; salada com insetos sortidos para os dias de preguiça na cozinha...A lista é tão exótica quanto diversificada. 

Para o grad finale, tarântulas à milanesa. 

"As pernas não eram muito carnudas. A melhor parte da tarântula era o centro. É aí que toda a carne está.", escreveu. "É só carne. É apenas comida. [...] Tudo o que eu queria fazer era plantar uma semente. Eu só queria que as pessoas soubessem que comer insetos é ok. Comer insetos é mais do que ok . Há muito mais razões para comermos insetos do que para não comê-los", defende. 

Camrem salienta que comprou todos os insetos de empresas (a maior parte online) que vendem insetos organicamente alimentados e até mesmo empresas que se especializam em produtos à base de insetos, como a Bitty Foods, que vende farinha de grilo. 

Embora não sejam figurinhas frequentes nos pratos da cozinha ocidental, os insetos suplementam as dietas de cerca de 2 bilhões de pessoas, a maioria da Ásia e África. 

Segundo a Agência da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), cerca de 900 espécies de insetos são comestíveis.

Prato especial: pão de milho , feijão, larvas cozidas cobertas de molho de churrasco

Pesto de grilo: receita leva manjericão, parmesão, grilos dourados no alho, azeite de oliva, sal e pimenta

Amigos para toda hora: colegas de Camren se divertem com biscoitos feitos de insetos

Praticidade: nos dias preguiçosos, a solução era uma salada verde com insetos sortidos

Gostosura: os insetos também apareceram em receitas apetitosas, como a dessa pizza na foto

Grand finale: refeição principal do último dia do projeto foi nada menos do que tarântulas à milanesa

Facebook: testes devem começar nos próximos meses 

Da AFP

O Facebook negocia com várias empresas de comunicação para tentar convencê-las a publicar o conteúdo diretamente na rede, em vez de usar links para seus próprios sites - noticiou nesta terça-feira o jornal New York Times

Os testes devem começar nos próximos meses, diz o jornal, que faz parte dos primeiros parceiros, ao lado de BuzzFeed e National Geographic. 

Procurados pela AFP, Facebook, The New York Times e National Geographic não responderam. A porta-voz do portal BuzzFeed não quis comentar. 

A rede social tem 1,39 bilhão de usuários e é uma fonte regular de informações para 88% dos americanos entre 18 e 34 anos, segundo pesquisa realizada no início deste ano pelo Instituto Americano de Imprensa e o Centro de Pesquisa para Assuntos Públicos Associated Press-NORC. 

Por enquanto, o Facebook apenas publica links que direcionam para os sites dos veículos. 

Assim, os veículos mantêm o controle de toda a renda relacionada à consulta do seu conteúdo (por anunciantes em suas páginas ou assinaturas pagas), e também lhes permite coletar informações sobre seus leitores. 

Publicar diretamente o conteúdo na rede social implicaria na perda deste controle. Para que a proposta seja mais atraente, o Facebook discute com editores de jornais uma maneira de compartilhar lucros com publicidade, que seria publicada com o conteúdo, de acordo com o New York Times.

Imagens mostram os destroços do acidente com o Airbus A320 da Germanwings: vídeo produzido por emissora francesa exibiu como está o local da tragédia 



  Um vídeo produzido pela emissora francesa FranceTV mostrou o que restou do Airbus A320 da Germanwings que caiu nos Alpes Franceses na manhã desta terça-feira. Com 150 pessoas a bordo, o avião sofreu uma queda brusca de oito minutos até se chocar contra o chão. 

O vídeo mostra centenas de pequenos pedaços da aeronave espalhados pelo chão. De acordo com uma autoridade ouvida pela emissora francesa, não há destroços maiores que um carro de pequeno porte. 

O voo 4U9525 havia decolado de Barcelona, na Espanha, e seguia para Düsseldorf, na Alemanha, quando caiu em um local montanhoso e de difícil acesso no interior da França

Helicópteros de resgate não conseguiram pousar na região e, por este motivo, espera-se que recuperação dos corpos das vítimas da tragédia dure dias. No momento, 210 policiais e bombeiros estão auxiliando nas buscas. 

Uma testemunha que se encontrava na região contou ter visto o Airbus voando em uma altitude baixa demais e que estranhou esse fato, pois “não conseguiria atravessar as montanhas”. Afirmou, contudo, não ter visto sinais de fumaça ou ouvido qualquer barulho estranho. 

Veja o vídeo da FranceTV abaixo:





As várias hipóteses para explicar o acidente da Germanwings

Airbus A320 da Germanwings: acidente matou 150 pessoas 

Da AFP

Pane técnica, erro de pilotagem, ato terrorista: todas as hipóteses estão sendo consideradas para explicar o acidente com o Airbus A320 da Germanwings que caiu nesta terça-feira, no sudoeste da França, matando 150 pessoas. 

Pedido de socorro 

"O piloto não emitiu um pedido de socorro (mayday). É o controle aéreo que decide declarar uma situação de emergência, caso haja a perda de contato com a tripulação e o avião", segundo a Direção Geral da Aviação Civil francesa. "Foi a conjunção da perda de contato por rádio com a direção descendente que levou o controle aéreo a declarar a emergência, às 9h30 GMT (10h30 local)". 

"Não é surpresa que ele (o piloto) não tenha feito o 'mayday'. É a última coisa que se faz em um procedimento de emergência. A prioridade é controlar a trajetória do avião", explicou o comandante de uma grande companhia aérea. 

As principais hipóteses 

"Neste momento, nenhuma hipótese pode ser descartada", afirmou o primeiro-ministro francês, Manuel Valls. 

Apenas a recuperação das caixas-pretas e um trabalho minucioso de análise dos destroços e dos corpos permitirão determinar o cenário do acidente. 

"Pode ter sido um problema técnico, um problema não técnico, ou uma reação inadequada da tripulação diante de uma situação difícil, como no voo AF447" da AirFrance entre Rio e Paris, que caiu no Atlântico, resumiu um especialista em Aeronáutica. 

Rara possibilidade de atentado 

"Uma cena apocalíptica", declarou o deputado Christophe Castaner, que sobrevoou o local do acidente de helicóptero ao lado do ministro do Interior, Bernard Cazeneuve. "Não sobrou nada além de destroços e corpos (...) mas a pista terrorista não é privilegiada". 

Se os destroços estão concentrados em uma zona limitada, fica altamente improvável que o incidente tenha sido provocado por um atentado com explosivos. 

"Quando um avião explode em pleno voo, os destroços são espalhados por um raio de vários quilômetros, como ocorreu com o avião da Malaysia (Airlines) na Ucrânia", acrescentou um especialista.


Não se descarta um desvio de rota do avião que teria levado ao acidente. 

"Neste momento, consideramos que se trata de um acidente, e qualquer outra coisa não passa de especulação", afirmou Heike Birlenbach, vice-presidente da Lufthansa, matriz da Germanwings. 

O que diz a trajetória do avião 

"Um avião que desce diante de um relevo não reflete um comportamento normal de um piloto profissional. Isto traduz, provavelmente, uma incapacidade dos pilotos de controlar a trajetória", comentou um comandante que já sobrevoou dezenas de vezes a zona do acidente. 

O comandante acrescenta que o avião não caiu em picado, descendo 3 mil pés por minuto, segundo as primeiras informações. "Isto não parece, portanto, uma descida de emergência", completou. 

"Os pilotos podem ter enfrentado um incêndio com emanação de fumaça tóxica na cabine, o que os levaria a assistir impotentes à descida do aparelho", disse sobre a presença de baterias de lítio muito inflamáveis. 

A idade do avião 

Não é a idade do avião que determina seu grau de confiabilidade e de segurança. Alguns aparelhos da Segunda Guerra Mundial são tão confiáveis quanto aviões de última geração. Tudo depende da manutenção. 

Os aviões de companhias sérias são revisados regularmente e inspecionados pelos pilotos antes de cada voo, além de cumprir um calendário preciso de manutenção determinado pelos fabricantes. 

O Airbus da Germanwings, entregue em 1991 à Lufthansa, passou por uma minuciosa revisão no verão de 2013, anunciou um diretor da companhia, Thomas Winkelmann. 

"Mas não se pode excluir um fenômeno estrutural: um colapso de parte da estrutura devido à ausência de uma manutenção adequada, ou um problema em uma peça em particular que surgiu após dezenas de milhares de horas de voo. 

Prioridades após o acidente 

Isolar a zona do acidente, localizar os destroços e as caixas-pretas, localizar os corpos das vítimas e reunir os fragmentos para permitir - por meios técnicos e humanos - a abertura de uma investigação. 

A investigação segue com a análise dos dados e das comunicações de rádio, assim como com o controle da documentação técnica do aparelho, para se avaliar as operações de manutenção, além da situação da tripulação.

Airbus A320 ia de Barcelona para Duesseldorf.
Aeronave levava 150 a bordo; não há sobreviventes, diz governo francês.



Um avião Airbus da companhia Germanwings, empresa da Lufthansa, caiu no sul da França nesta terça-feira (24). A aeronave ia de Barcelona, na Espanha, para Duesseldorf, na Alemanha, segundo autoridades aéreas. O voo 4U9525 viajava com 150 pessoas a bordo (144 passageiros, dois pilotos e quatro tripulantes).

O QUE SE SABE ATÉ AGORA:

– Um avião Airbus A320, da companhia Germanwings, caiu na manhã desta terça-feira (24), no sul da França;
– A aeronave levava 144 passageiros, 2 pilotos e 4 tripulantes;
– Não há sobreviventes, disse o governo francês;
– O voo 4U9525 fazia a rota Barcelona, na Espanha, a Düsseldorf, na Alemanha;
– A aeronave descolou às 9h55 locais (5h55 de Brasília);
– Segundo a empresa, a queda durou oito minutos;
– Destroços foram localizados em uma região de 2 mil metros de altitude;
– O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, confirmou que uma caixa-preta do avião foi encontrada;
– A Direção Geral de Aviação Civil da França negou que um pedido de socorro teria sido emitido pelo avião antes da queda;
– O avião passou por manutenção de rotina um dia antes do acidente;
– Ainda não se sabe o que causou o desastre.


O ministro do interior francês disse que destroços foram localizados em uma região de 2 mil metros de altitude, segundo a agência Associated Press.

Um helicóptero que pousou no local do acidente aéreo constatou que não há sobreviventes, disse o primeiro-ministro da França, Manuel Valls, segundo a agência France Presse.

O presidente francês, François Hollande, já havia dito que pelas características do acidente provavelmente não há sobreviventes.

“Havia 148 pessoas a bordo [número posteriormente confirmado para 150 pessoas] e as condições do acidente, que ainda precisam ser determinadas com precisão, sugerem que não haveria sobreviventes”, disse o presidente.

Em seu perfil do Twitter, Hollande expressou "solidariedade às famílias das vítimas" e disse que a queda do avião é uma "tragédia".



Buscas

Segundo o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, 300 bombeiros, 300 policiais, dez helicópteros militares e aviões participam das buscas pelos destroços e vítimas. Ele também afirmou que "a violência do choque deixa pouca esperança" de haver sobreviventes.


Policiais e alpinistas que estão trabalhando nas buscas do Airbus A320 da Germanwings em Seyne, na região dos Alpes franceses. A aeronave caiu com 150 pessoas a bordo (Foto: Jean-Paul Pelissier/Reuters)

Pelo que se sabe até agora, haveria ao menos 67 alemães, 45 espanhóis e um número não confirmado de turcos entre as 150 vítimas do acidente. Não haveria franceses. Ainda não há confirmação oficial da lista de vítimas.

O diretor da escola Joseph-Koenig, que fica na cidade alemã de Haltern am See, confirmou que 16 estudantes e 2 professores da instituição estavam a bordo da aeronave que caiu. “Nesta manhã, os nossos alunos voltavam de Barcelona depois de um intercâmbio com estudantes espanhóis”, afirmou.

De acordo com o governo brasileiro, até o momento não há informações da presença de nenhum brasileiro no avião. O Itamaraty diz que o consulado brasileiro em Barcelona está checando a lista de passageiros com as autoridades europeias.

Cazeneuve confirmou ao jornal "Le Figaro" que uma das caixas-pretas do avião foi encontrada. A caixa-preta registra as informações do voo e pode dar indicações sobre a causa do acidente. 

"A caixa-preta estará sujeita a uso imediato nas próximas horas para permitir que a investigação se mova rapidamente", disse o ministro do Interior francês. "Foram tomadas medidas para garantir a segurança na zona de queda para a investigação a ser realizada nas melhores condições”. 

Sinal de alerta

A Germanwings disse que a queda do avião durou oito minutos, de modo íngreme. 

A Direção Geral de Aviação Civil da França contrariou uma informação divulgada horas atrás, de que o avião teria emitido um sinal de emergência. Segundo o órgão, foi o controle de tráfego aéreo que decidiu emitir o sinal de alerta porque não tinha contato com a tripulação e o avião. 

"A aeronave não emitiu um sinal de emergência, mas foi uma combinação da perda do contato de rádio e a variação da altura do avião que levou o controlador a implementar a fase de emergência", disse o porta-voz da autoridade francesa. 

O Secretário de Estado dos Transportes francês, Alain Vidal, havia divulgado a informação de que “houve um pedido de socorro registrado às 10h47. Esse sinal de socorro mostrou que a aeronave estava a 5 mil pés, em uma situação anormal”. Vidal havia dito que o acidente ocorreu pouco após este sinal. 

Ao "Le Figaro", ele falou que o avião caiu nas montanhas de Estrop, uma área coberta de neve e inacessível por terra. Segundo ele, as condições meteorológicas não eram particularmente ruins no momento do acidente.

Um casal que aguardava o voo 4U9525 é escoltado por um policial e uma funcionária do aeroporto em Düsseldorf, na Alemanha (Foto: Frank Augstein/AP)

O presidente da França expressou apoio à chanceler alemã, Angela Merkel, em uma ligação telefônica depois da notícia da queda do avião, informou o palácio do Eliseu. A embaixadora da Alemanha em Paris, Susanne Wasum-Rainer, irá até o local do desastre com o ministro do Interior francês, Bernard Cazeneuve, segundo a agência de notícias France Presse.

Luto

A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse em pronunciamento que Alemanha, Espanha e França estão em luto profundo pelas vítimas do acidente. Merkel disse que os três países vão trabalhar em conjunto para descobrir as causas do desastre. Merkel também disse que vai ao local do acidente nesta quarta.

A vice-presidente de governo da Espanha, Soraya Sáenz de Santamaría, disse que o país decretou luto oficial de três dias e convocou um minuto de silêncio pelas vítimas do acidente ao meio-dia desta quarta-feira (25).

A Germawings expressou condolências pelas vítimas do acidente e disse que não pode dar nenhum motivo para a queda do acidente ainda. A companhia afirmou que o piloto voava pela empresa havia dez anos e que o avião foi verificado por técnicos, em uma manutenção de rotina, um dia antes. A empresa mudou a cor do logo de seu perfil no Twitter para preto, em uma demonstração de luto.

Airbus A320 da Germanwings, em março de 2014
(Foto: Jan Seba/Reuters/Arquivo)

Carsten Spohr, presidente da Lufthansa, postou uma mensagem em seu perfil do Twitter, dizendo: "Não sabemos ainda o que aconteceu com o voo 4U9525. Meus profundos sentimentos para os familiares e amigos de nossos passageiros e tripulantes. Se nossos medos forem confirmados, será um dia obscuro para a Lufthansa. Esperamos encontrar sobreviventes."

A queda

Segundo o jornal francês "Le Monde", a aeronave desapareceu dos radares por volta das 10h53 locais. Segundo o site que monitora o sistema aéreo Flightradar, o avião decolou 9h55 de Barcelona, horário local (5h55 de Brasília).

De acordo com o site da Airbus, a capacidade máxima da aeronave é de 180 passageiros. A empresa disse em sua página no Facebook que está ciente dos relatos da queda de um avião fabricado pela companhia e informou que todos os seus esforços foram direcionados para avaliar a situação. Segundo o jornal francês “Le Figaro”, o Airbus A320 que caiu estava em uso havia 24 anos.

O maior sindicato de controladores aéreos da França, o SNCTA, anunciou a suspensão de sua convocação de greve para os dias 25, 26 e 27 de março.

“Nessas circunstâncias dramáticas e considerando a emoção que esse acidente levanta, especialmente entre os controladores aéreos, o sindicato decidiu suspender o seu aviso de greve”, informou em seu site.

Do G1, em São Paulo

Evento ocorre nos dias 24 e 25 no Chevrolet Hall, com noite extra no dia 18, no Baile Perfumado

Cantora divulga repertório do álbum "Sete vidas". Crédito: Deckdisc/Divulgação

A produção do festival Abril Pro Rock anunciou, nesta terça-feira (24), o line up completo para a edição 2015. Nos dias 24 e 25 de abril, no Chevrolet Hall, sobem ao palco nomes como Pitty, Pato Fu e Marduk. Entre as novidades deste ano, estão a inclusão de uma terceira noite no Baile Perfumado (Prado), dedicada ao rock pernambucano dos anos 1970. Ave Sangria, Flaviola e Aninha Martins estão entre os confirmados. Os ingressos, à venda no Ingresso Rápido, custam R$ 60, R$ 30 (meia) e R$ 40 (social, mediante um quilo de alimento não perecível).

O line up da noite pop do festival mostra a preocupação em escalar nomes elogiados do cenário nacional, como Far From Alaska e Boogarins, que também integram o line up do Lollapalooza Brasil. A veterana Pitty volta ao festival após dez anos. No repertório, a baiana apresenta sucessos da carreira além de novas músicas de Sete vidas, lançado em 2014.

Já no dia 18, a surpresa fica por conta da apresentação de Flaviola, após 19 anos sem subir aos palcos, o músico será acompanhado por Juliano Holanda e Juvenil Silva. A banda Ave Sangria também retorna após elogiadas apresentações no Sudeste. Da formação original, voltam Marco Polo, Paulo Rafael, Ivinho e Almir. O músico Zé da Flauta também deve participar do show.

Confira a programação:

18 de abril (Baile Perfumado)
Aninha Martins
Caapora
Flaviola
Ave Sangria
Paulo Diniz

24 de abril (Chevrolet Hall)
Kalouv
Far From Alaska
Boogarins
The Shivas
dEUS
Pato Fu
Pitty

25 de abril (Chevrolet Hall)
Hate Embrace
Lepra
Catarro
Câmbio Negro HC
Headhunter D.C.
Gangrena Gasosa
Project 46
Almah
Ratos de Porão
Dead Fish
Marduk
Coroner

Confira Boogarins com Lucifernandis:


O governo da presidente Dilma Rousseff atingiu a pior avaliação positiva medida pela pesquisa Confederação Nacional dos Transportes (CNT)/MDA desde outubro de 1999. Segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (23), o governo da petista é avaliado positivamente por 10,8% dos entrevistados, em comparação a 8% alcançados no segundo mandato do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Apenas 1,9% considerou o governo Dilma como "ótimo" e 8,9% dos entrevistados o avaliaram como "bom". Para 23,6% dos entrevistados, a administração Dilma é "regular", de acordo com a CNT/MDA.

A mesma pesquisa mostra que a avaliação negativa do governo Dilma está em 64,8%. Esse é o índice mais elevado desde setembro de 1999.

Dos consultados pela pesquisa atual, 19,2% disseram que o governo Dilma é "ruim" e 45,6% afirmaram que ele é "péssimo". A porcentagem dos entrevistados que não souberam ou não responderam é de 0,8%. Foram entrevistadas 2.002 pessoas em 137 municípios do País, entre os dias 16 e 19 de março de 2015.

Já quando se trata da situação política atual, se a eleição presidencial fosse hoje, 55,7% das pessoas entrevistadas teriam votado em Aécio Neves no 2º turno, 16,6% em Dilma Rousseff e 22,3% teriam votado em branco ou nulo.

Pessoal

Também houve aumento expressivo da desaprovação do desempenho pessoal da presidente Dilma à frente do Palácio do Planalto. A desaprovação atingiu 77,7% e a aprovação está em 18,9%. Dentre os entrevistados, 3,4% não souberam ou não responderam.

O último levantamento CNT/MDA sobre a popularidade da presidente foi feito em setembro do ano passado. À época, a avaliação positiva do governo estava em 41% e a negativa, em 23,5%. Já o desempenho pessoal da petista era aprovado por 55,6% dos consultados e desaprovado por 40,1%.

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget