Nova biografia mostra Steve Jobs mais humano. Veja destaques


Uma nova biografia de Steve Jobs foi lançada hoje nos Estados Unidos. O livro se chama, em inglês, Becoming Steve Jobs (Tornando-se Steve Jobs, em tradução livre).

O livro foi escrito por Brent Shlender e Rick Tetzeli. O foco, como o próprio nome sugere, é em como Jobs mudou ao longo dos anos e se transformou de uma figura irritada e impaciente no líder que conhecemos.

“Basicamente, não havia nada documentando como ele mudou. Eu sentia que o estereótipo inicial de metade gênio, metade babaca havia ficado”, explicou Rick Tetzeli, um dos escritores, em entrevista ao New York Times.

Veja abaixo alguns dos destaques do livro.

O retorno à Apple não foi planejado

Depois de sair da Apple e trabalhar com a Next e a Pixar, Jobs retornou à Apple. Os autores do livro sugerem que o retorno não foi uma estratégia pré-definida. Alguns nomes da tecnologia, como Bill Gates e o ex-CEO da Apple Gil Amelio, acreditam nisso.

Os autores apoiam a ideia de que Jobs tinha dúvidas sobre o retorno, por conta da situação ruim na qual a Apple se encontrava. Jobs tinha medo de que um fracasso fosse sujar a sua imagem.

“Eu decidi que não me importava, que era o que eu queria fazer. E se eu tentasse o meu melhor e fracassasse, bem, eu teria tentado meu melhor”, disse Jobs aos autores em uma entrevista antiga.

Jobs pensou em comprar o Yahoo

O livro fala sobre a relação próxima de Jobs com Bob Iger, CEO da The Walt Disney Company. Iger fazia visitas a Jobs na sede da Apple e foi um dos poucos “forasteiros” a ter acesso ao laboratório secreto de design de Jobs.

No livro, Iger conta sobre as conversas de negócios que tinha com Jobs. Era comum que eles falassem sobre outras empresas e sobre possíveis aquisições para a Apple. Iger revela aos escritores que Jobs cogitou comprar o Yahoo e entrar na briga dos buscadores.

Faz o leitor imaginar qual seria o nível de rivalidade entre a Apple e o Google.

Tim Cook não gostou da biografia anterior

Logo após a morte de Jobs, em 2011, o autor Walter Isaacson publicou uma biografia, chamada Steve Jobs. No novo livro, Tim Cook afirma que ela foi um “tremendo desserviço”.

“A pessoa sobre a qual leio naquele livro é alguém com quem eu nunca gostaria de trabalhar”, diz Cook. Outros funcionários da Apple também afirmaram que Jobs é distorcido no livro de Isaacson, entre eles o designer Jony Ive.

Postar um comentário

DÊ SUA OPINIÃO, COMENTE ESSA MATÉRIA.

[facebook][blogger]

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget