Novembro 2012

Angus T. Jones

"Estou em Two and a Half Men e não quero estar", diz o ator


Apesar de boatos apontarem que a 10ª temporada de Two and a Half Men pode ser a última, nada foi confirmado pela CBS. Mas depois de enfrentar a conturbada saída deCharlie Sheen, pode ser que o programa não aguente passar por mais essa.
Em um depoimento dado ao site religioso Forerunner ChroniclesAngus T. Jones, ator que vive Jake na série, pede que as pessoas parem de assistir Two and a Half Men. Além disso, Jones chama o programa de "imundo" e se pergunta se atuação é mesmo um trabalho. "As pessoas dizem que é entretenimento. Pesquise os efeitos que a televisão tem no seu cérebro e eu prometo que você terá que tomar uma séria decisão sobre a TV, principalmente com aquilo que você assiste."
Nos vídeo, Jones conta a história de como se tornou ator e como foi sua vida após ter sido contratado em Two and a Half Men, além de explicar como a religião afetou seu desenvolvimento. Assista:
Não há posicionamento da CBS ou dos colegas de trabalho de Jones sobre o vídeo, assim como o ator também não explicita vontade de deixar a série.
Two and a Half Men vai ao ar às quintas-feiras nos EUA. No Brasil, a série é exibida no canal pago Warner às quartas-feiras.


Site postou foto em que cotovelos podem ser confundidos com seios; imagem foi excluída


Um site quis testar a política de exclusão de conteúdo no Facebook, postando a foto ao lado, em que os cotovelos de uma mulher podem ser confundidos com seus seios. A imagem foi de fato excluída, fazendo a página 'Theories of the deep understanding of things' (algo como ''teoria do conhecimento profundo das coisas'') concluir que a rede social pode apagar aquilo que apenas parece ir contra suas políticas. E não que efetivamente fere os termos de uso.

Ao remover a imagem, o Facebook postou a seguinte mensagem (em inglês): ''removemos o conteúdo que você postou ou do qual era administrador porque ele viola a declaração de direitos e responsabilidades''.

Em um post curtido mais de 500 vezes, os responsáveis pela imagem ironizaram: ''Os moderadores não sabem a diferença entre um cotovelo e um perigoso, sujo, esquisito e violento seio feminino. Nenhuma pergunta foi feita, e a imagem foi excluída. Imaginem nossa surpresa''.

Se a rede social julgar que alguma informação publicada pelo usuário não está em acordo com a política de uso do serviço, o conteúdo é retirado do site. Na maioria das vezes, são os próprios usuários da rede que denunciam o que acham ''ofensivo'' -- e os critérios da rede na retirada do conteúdo são bastante questionáveis. Confira abaixo outros casos em que a rede social deletou posts de seus usuários.



CD é anunciado de R$ 99.999 por R$ 24,90
Foto: Reprodução

A loja virtual da Submarino tinha como oferta nesta sexta-feira um CD da trilha sonora do filme Burlesque, com Christina Aguilera, de R$ 99.999 por R$ 24,90. O suposto desconto foi divulgado com ironia por internautas em redes sociais. No entanto, segundo a assessoria da B2W, que controla a Submarino, o erro foi pontual e corrigido por volta das 12h30 desta sexta-feira. Caso fosse real, o desconto no valor do CD seria de 99,98%. O preço original atualizado é de R$ 39,90.


A falha veio à tona em meio a diversas reclamações de internautas sobre as ofertas anunciadas na Black Friday - tradicional dia de descontos nos Estados Unidos, que foi "importado" para o Brasil. Usuários amanheceram desapontados e irritados com as promoções oferecidas pelas lojas, que haviam propagado preços até 90% menores durante a semana.


Brasileiros aproveitam o Black Friday e vão às compras
Foto: Edson Lopes Jr./Terra

O volume de compras realizadas pela internet na manhã desta sexta-feira apresentou um aumento de 200% em relação a movimentação de uma sexta-feira comum, graças ao Black Friday - tradicional dia de promoções após o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos -, segundo informações da consultoria Braspag.

De acordo com a Braspag, o grande volume de vendas mostra que o mercado brasileiro está "adotando a data tradicional de vendas do varejo americano". O Black Friday brasileiro começou nas lojas online a partir da 0h desta sexta-feira, sendo que as lojas físicas do Extra já abriram as portas com mercadorias com até 70% de desconto já na quinta-feira, às 22h.


O Black Friday é o maior evento de descontos do comércio varejista dos Estados Unidos e acontece todos os anos na sexta-feira após o feriado do dia nacional de Ação de Graças (Thanksgiving). O evento dá o pontapé inicial e oficial da temporada de compras de final de ano nos EUA e seu sucesso ocorre em razão dos descontos imperdíveis em um período muito próximo ao Natal. No Brasil, a "Black Friday" chegou em 2010 com exclusividade no comércio eletrônico.


Mais descontos
Além dos supermercados e hipermercados, os Postos Extra participam do Black Friday, assim como as Drogarias Extra, que apresentam descontos de até 90% nos genéricos. As lojas do grupo Pão de Açúcar também entram na onda em todas as 160 lojas da rede espalhadas pelo País. O grupo afirmou que possui descontos entre 20% e 50% em produtos como vinhos, camarão, cervejas especiais e na linha da Casino.

As lojas da rede Imaginarium também estão com descontos de até 60% em suas mercadorias nesta sexta-feira. A empresa espera dobrar o volume de vendas com relação ao mesmo dia do ano passado. A General Motors (GM) anunciou carros mais baratos para esta sexta-feira, mas não informou de quanto são os descontos. As lojas Pernambucanas, Ricardo Eletro e Insinuante também estão com preços menores em suas lojas.

A rede de departamentos Havan participa pela primeira vez, com descontos de até 50%, de acordo com a empresa. A ação envolve todas as lojas da rede em Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Mato Grosso. Com o pontapé inicial, a expectativa da Havan é de aumentar as vendas em 50% até o Natal.

A marca de eletrodomésticos KitchenAid anunciou descontos que chegam a 40% nesta sexta-feira. Entre os produtos selecionados estão uma batedeira de mão com dois batedores turbos e um agitador de R$ 390 por R$ 234. De acordo com a empresa, todos os eletrodomésticos, como refrigeradores, máquina de lavar louça, fornos, gavetas, entre outros, estão com 20% de desconto, nas lojas da alameda Gabriel Monteiro da Silva, 1241 e no Shopping JK Iguatemi, em São Paulo.


Internet
A rede SaveMe agregou ofertas de dezenas de lojas online nesta sexta-feira, com descontos de até 90%. A empresa espera superar a marca de R$ 100 milhões em negócios, atingida em 2011. Participam da ação as lojas Americanas, Saraiva, Carrefour, Extra, Casas Bahia, TAM, Groupon, Dell, Apple, entre outras.

Um dos maiores agregadores de ofertas na Black Friday brasileira é o Busca Descontos. É possível adquirir produtos em lojas virtuais de empresas como Walmart, Magazine Luiza, Netshoes, Fnac, Submarino, entre outras, com descontos de até 70%, segundo os organizadores.

No MagazineLuiza.com, os clientes podem comprar produtos com até 60% de descontos. De acordo com a empresa, são cerca de 3 mil itens em oferta, de eletrônicos a móveis, passando pelos setores de perfumaria, brinquedos, informática, entre outros. A rede ainda possui um sistema de reconhecimento facial via webcam ou cliques, no qual o consumidor pode escolher se troca esse desconto inicial por outro ou não. As ofertas são válidas durante as 24h desta sexta feira.

No segmento de móveis, decoração e artigos para a casa, a Mobly oferece descontos de até 70%, segundo sua assessoria. A promoção é válida apenas até à 0h desta sexta-feira. Entre os itens com preço reduzido estão guarda-roupa 6 portas de R$ 2.300 por R$ 1.140 e cadeira dobrável de R$ 128 por R$ 62. A terceira edição do Black Friday brasileiro deve movimentar cerca de R$ 150 milhões em vendas apenas no comércio eletrônico.

Já no segmento de computadores, a Dell anunciou que toda a sua linha de computadores para usuários finais (notebooks, ultrabooks, desktops e All-in-One) possuem descontos que podem chegar a até R$ 1 mil nos canais de atendimento direto da Dell - loja online (www.dell.com.br), central de vendas (0800 701 1268) ou pelo chat.


Em roupas e acessórios, o Brandsclub participa pelo segundo ano, ofertando marcas como Colcci Top, CK Underwear, Sumemo, Brinox e Loungerie, com descontos de até 90% durante a Black Friday. "A data já está no calendário dos brasileiros e possui um alto volume de vendas, sendo tão importante quanto o Natal", afirmou em nota André Ghion, CEO do Brandsclub.


Pelo segundo ano, o MercadoLivre participará da Black Friday, com descontos de até 30% em compras realizadas durante toda esta sexta-feira. Entre os produtos oferecidos, estão artigos de informática, eletrônicos, games, celulares, câmeras, brinquedos, artigos de saúde, beleza e fitness. Há carrinhos de bebês e perfumes importados por R$ 149 e até alguns dos mais recentes lançamentos em smartphones, segundo a companhia


Kristen Stewart e Robert Pattinson em cena da saga 'Crepúsculo'
Foto: Divulgação


Muito aguardado, o último filme da saga Crepúsculo chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (15) e não deve decepcionar os fãs mais ardorosos de Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson). Amanhecer - Parte 2 vem carregado do já característico dramalhão da franquia e de cenas românticas entre o casal de protagonistas. E, depois da passagem dos vampiros pelo Brasil no penúltimo filme, esse ainda conta com referências ao País bastante duvidosas.


Em uma das salas do shopping JK Iguatemi, onde aconteceu a pré-estreia do longa em São Paulo, na noite desta quarta-feira (14), o púbico caiu na gargalhada quando surgiram na trama duas vampiras chegadas diretamente da Amazônia, supostamente índias da tribo Ticuna. Com feições mais de negras do que de índias brasileiras e roupas características dos indígenas americanos, elas, juntamente com outros vampiros provenientes de diversos países, têm como missão ajudar os Cullen a acabar com os Volturi, temido clã que persegue a família de Edward e Bella por causa do nascimento de Renesmee, filha do casal.

Acontece que os vampiros do mal acreditam que a menina, que cresce em um ritmo que não obedece a leis humanas, deve morrer pois seria uma humana transformada em vampira e poderia causar vários males à comunidade vampiresca. Então os Cullen se mobilizam para encontrar vampiros íntegros pelo mundo, que serão capazes de ajudar a provar para os Volturi que Renesmee é inofensiva, já que ela tem sangue humano em suas veias - por ter sido concebida quando Bella ainda era humana. Além dos vampiros do bem, o lobisomem Jacob (Taylor Lautner) fica ao lado dos Cullen, pois ele fez um "imprinting" na garota, o que significa que tem um laço eterno com ela e estará sempre disposto a protegê-la. Em meio a tudo isso, Bella tem de se acostumar à vida de vampira, com sua força exagerada e sede de sangue humano. E, para coroar a "participação" do Brasil na saga, no final ainda surgem dois novos índios amazônicos que têm papel decisivo no desfecho da trama.

Com esse roteiro, o filme é recheado de cenas de ação. Há voos extraordinários, uma batalha épica na neve, cabeças cortadas, ataques de lobos, enfim, muitos efeitos especiais. O que deve garantir que os namorados das moçoilas sonhadoras e apaixonadas por Edward não fiquem entediados durante as cerca de duas horas de filme. Já para elas, há uma cena de sexo quase picante, declarações de amor e muitos closes no rosto de Pattinson - além de um Taylor Lautner descamisado, claro.

Como desfecho da saga que arrebatou adolescentes ao redor do mundo, Amanhecer - Parte 2 nem precisava ser um grande filme - e de fato não é. Mas cumpre bem a função de agradar aos fãs. Ao final, Bella, Edward e Renesmee vencem todas as adversidades e ficam juntos, claro - ninguém acredita em spoiler nesse caso, certo? -, com direito a um flashback com cenas do início do namoro do casal.

Cheio de referências aos longas anteriores, Amanhecer - Parte 2 é, sem dúvida, um filme para fãs, mas não funciona sozinho. Assista se você tiver acompanhado a saga desde o início ou se estiver fazendo companhia a alguém interessado - nesse caso, as cenas de ação e as divertidas referências ao Brasil podem até fazer com que o filme não se torne tão maçante. Tentar entender pelo menos um pouco o porquê de tanto frenesi em torno da franquia também pode ser um bom motivo para assisti-lo - embora o ideal fosse começar com o primeiro filme, Crepúsculo. Mas, se você não sabe nada sobre Bella e Edward e está apenas em dúvida sobre o que ver no cinema, definitivamente é melhor evitar Amanhecer - Parte 2. Não se deixe enganar pelo tamanho das filas.


Rowan Atkinson pretende investir em papéis mais sérios
Foto: Divulgação

Rowan Atkinson, o britânico que ficou famoso interpretando Mr. Bean, revelou que o personagem pode estar com os dias contados. Ele disse ao Daily Telegraph que pretende deixar de interpretar Mr. Bean gradativamente para viver papéis mais sérios nos palcos.


"Além do fato de que as capacidades físicas começam a diminuir, também acho que uma pessoa de 50 anos sendo infantil fica um pouco triste. É preciso ter cuidado", disse o ator.

"Sinto que vou fazer cada vez menos o personagem no qual fui mais bem sucedido comercialmente", completou o ator, que admitiu ainda que foi Mr. Bean quem lhe proporcionou a visibilidade que tem hoje.


Pesquisadores gravaram as reproduções vocais do elefante no zoológico Everland, na Coreia do Sul
Foto: Current Biology/Divulgação


Um elefante asiático chamado Koshik consegue imitar a voz humana, falando palavras em coreano que podem ser prontamente entendidas por qualquer pessoa que conhece a língua. O elefante "fala" da forma mais inesperada: com a tromba dentro da boca.

De acordo com a publicação de pesquisadores no periódico Current Biology, o vocabulário do animal consiste em cinco palavras: olá, sente, não, deite e bom. Com o tempo a linguagem de Koshik pode fornecer importantes descobertas à biologia e à evolução do aprendizado complexo da fala, uma habilidade, segundo pesquisadores, crítica para os humanos e a música.

"A fala humana basicamente possui dois aspectos: tom e timbre", afirma Angela Stoeger, da Universidade de Viena. "Intrigantemente, o elefante Koshik é capaz de combinar o tom e o timbre e imitar a voz humana de seus treinadores. Isso é muito importante, considerando o tamanho do animal, sua extensão vocal e outras diferenças anatômicas entre um elefante e uma pessoa", explica.

Segundo Angela, enquanto a grande laringe dos elefantes produz sons de tom mais baixo, a fala de Koshik imita exatamente o tom e outras características de seu treinador humano. Uma análise estrutural da fala do animal mostrou não apenas similaridades claras a uma voz humana, mas também diferenças do chamado geral dos elefantes.

O artigo explica que outros estudos foram feitos sobre a mímica vocal tanto em elefantes africanos como em asiáticos. Sabe-se, portanto, que esses animais africanos são capazes de imitar o som de motores de caminhão, e que um macho asiático do zoológico no Cazaquistão reproduziu um "discurso" tanto em russo como em cazaque, língua originária do país, mas o caso nunca foi cientificamente investigado.

No caso de Koshik, a equipe de Angela Stoeger confirmou que o animal imitava a língua coreana em diversas maneiras. Primeiro, eles pediram a nativos que escrevessem o que escutassem das gravações feitas dos sons emitidos do elefante. "Encontramos uma combinação alta dos sons com as palavras existentes de fato", afirmou Angela. Porém, até onde os cientistas entendem, o elefante não sabe exatamente o que está falando.

Não está completamente claro o por que Koshik adotou tal comportamento, mas pesquisadores sugerem que pode ser algo relacionado com sua juventude, quando era o único elefante vivendo no zoológico Everland, na Coreia do Sul, por aproximadamente cinco anos - um período importante para o desenvolvimento desses animais. Humanos, portanto, eram seus únicos contatos sociais no estabelecimento.

"Achamos que Koshik começou a adaptar suas vocalizações às suas companhias humanas para fortalecer afiliações sociais - algo que também é visto em outras espécies capazes de aprender novos sons - ou em casos especiais, entre espécies cruzadas", afirmou Angela.


Repórter passou a sofrer de condição após ter sofrido lesão leve no olho esquerdo
Foto: BBC Brasil

O repórter da rede de televisão BBC John Sudworth passou a sofrer de paralisia de Bell, uma paralisia do nervo facial que provoca incapacidade de controlar os músculos da face do lado afetado pela doença. Ele teve o lado esquerdo de seu rosto paralisado. A seguir, Sudworth descreve como é conviver com essa condição e as mudanças que ela provocou em sua vida.

"Após ter passado uma vida fazendo o que eu mandava, metade do meu rosto resolveu entrar em greve. Desde o lado esquerdo da minha testa até o lado esquerdo do meu queixo, meu rosto se amotinou. Não consigo levantar minha sobrancelha esquerda, não consigo fechar meu olho esquerdo. E quando eu tento sorrir, enquanto o lado direito de minha boca obrigatoriamente se coloca na forma adequada, o esquerdo se nega a se mover.

A expressão resultante acaba sendo inútil para dar um alô amigável a um amigo, mas pode vir a calhar se eu decidir assaltar uma loja.

Bem-vindo ao estranho mundo de quem sofre da paralisia de Bell. A paralisia de Bell não é algo muito bom de se ter quando se é um repórter de TV. Mas pensando bem, ela não é algo tão terrível assim de acontecer com quem precisa usar seu rosto. E pelos vários relatos que li online, vi que muitas pessoas dão continuidade às suas vidas. E eu decidi fazer isso também.

Embora reconheça que a minha doença talvez seja a notícia menos importante a sair da China no momento, escrever sobre ela neste espaço significa que existe uma explicação para qualquer um dos meus fãs mundiais (essas duas pessoas que sabem exatamente que me refiro a elas), sobre o porquê de metade do meu rosto não funcionar quando eles me veem na TV.

Mas seja quais forem minhas razões, esta doença peculiar e fascinante certamente merece um pouco mais de atenção - até porque, entre outras razões, muitas celebridades já foram acometidas por essa condição.

A paralisia de Bell afeta de forma desproporcional mulheres grávidas e pessoas que sofrem de diabetes, resfriados, gripes e outras doenças respiratórias. Mas cientistas não sabem o porquê de este grupo correr mais riscos. Cerca de 1 em cada 5 mil pessoas desenvolvem paralisia de Bell. A maior parte delas têm entre 15 e 45 anos.

Na maior parte dos casos, os sintomas, que começam a se manifestar dentro de 48 horas, começam a melhorar dentro de algumas semanas. Mas por vezes demora meses para que alguém se recupere plenamente. Tanto George Clooney como Sylver Stallone teriam sofrido dessa condição no passado e ambos se recuperaram. Espero que minha recuperação seja um pouco mais como a de George.

A paralisia de Bell deve esse nome a Charles Bell, o anatomista escocês do século 19 e cirurgião herói da batalha de Waterloo que descobriu a função do nervo facial. Ele não teria usado essas palavras, mas o que sabemos hoje em dia é que se seres humanos fossem carros, então a paralisia de Bell seria o tipo de falha que levaria a um recall em massa de veículos.

O nervo facial, vindo da espinha dorsal, passa por um trecho ossudo estreito próximo ao ouvido. Em fases de baixa imunidade, um vírus dormente, de um modo geral o da catapora ou de um resfriado, pode provocar um ataque e fazer com que o nervo inche. Por vezes isso pode ser desencadeado por um evento, no meu caso, um ferimento pequeno no olho esquerdo, mas por vezes não há causa aparente alguma para provocar a condição.

O resultado do inchaço se dá por meio de uma contração do nervo facial dentro da passagem estreita de osso, o que provoca a paralisia. A boa notícia é que não importa o quanto o cérebro se esforce em mandar mensagens, a partir daquele momento do inchaço, o rosto se torna imóvel.

As milhares de terminações nervosas nas quais o nervo facial se divide, presentes nas bochechas e na testa e nos lábios e pálpebras e que são responsáveis por cada emoção, desde um sorriso e uma piscada até um olhar franzido, acabam sendo bloqueadas e isoladas.

A paralisia de Bell pode atingir qualquer um, de qualquer idade, gênero ou raça. E é classificada como uma doença rara, mas comum o suficiente para que 1 em cada 60 pessoas poderá vivenciar algum episódio em algum momento de sua vida. A boa notícia é que a maioria das pessoas se recupera plenamente em questão de meses. A notícia preocupante é que uma minoria expressiva fica com sequelas permanentes, por vezes graves.

De toda forma, a condição representa ao menos semanas, por vezes meses, de ter de enfrentar paralisia facial, o que pode ser complicado, ao menos socialmente. Os blogs e escritos de outras pessoas que sofrem de paralisia de Bell mostram que, para aqueles que não se recuperam plenamente, ela pode ser uma condição devastadora e capaz de transformar uma vida.

Um pai escreve sobre sua incapacidade de voltar a aparecer novamente em uma fotografia de família. Eu, ao menos, não me senti muito incomodado com minha condição e, além do mais, espero obviamente me recuperar.

Para aqueles que se interessam em acompanhar notícias neurológicas pela TV, meu lento progresso ou a ausência dele, poderá ser vista na BBC dentro de alguns meses. À esta altura, é claro que com Clooney e Stallone em seu clube, sir Charles já está acostumado a lidar com astros de verdade. Mas agora ele pode reivindicar um lugar na BBC também e eu gostaria de achar que ele se sentiria orgulhoso de mim."


Filas foram registradas em Sydney e Tóquio, mas o número de clientes era menor que no lançamento do novo iPhone em setembro
Foto: AFP


O iPad mini foi apresentado discretamente nesta sexta-feira na Ásia, como parte da contraofensiva da Apple ante as rivais Amazon e Google no lucrativo mercado dos tablets. Como é habitual, filas foram registradas em Sydney e Tóquio, mas o número de clientes era menor que no lançamento do novo iPhone em setembro. O novo tablet da Apple é lançado oficialmente nesta sexta-feira em 34 países, incluindo Estados Unidos e França.

O aparelho é menor e mais barato que o iPad tradicional, mas continua sendo mais caro que o Kindle Fire da Amazon ou o Nexus 7 de Google, dois grandes concorrentes da Apple. A versão básica do iPad mini, que tem apenas uma conexão wi-fi, custa 329 dólares, contra 199 dólares para os Nexus e Kindle Fire básicos. A Apple domina o mercado de tablets, com 70% dos aparelhos no segundo trimestre (17 milhões dos 25 milhões de dispositivos vendidos no mundo), segundo a consultoria IDC. A Samsung aparece, longe, em segundo lugar, com 2,4 milhões de unidades.




Autoridades americanas descobriram que a Hyundai e a Kia divulgaram dados errados sobre a economia de seus automóveis. A diferença com relação ao consumo real chegava a seis milhas por galão (2,54 km/l).

A fraude foi descoberta durante uma auditoria de rotina da Environment Protection Agency (EPA - Agência de Proteção Ambiental), órgão do governo americano que regulamenta e fiscaliza políticas ambientais.

As duas marcas coreanas, que fazem parte do mesmo grupo e têm expandido consideravelmente suas vendas nos EUA nos últimos anos estão sujeitas a multas que poderão alcançar vários milhões de dólares.

Devolução - Ante a descoberta, a Kia e a Hyundai prometeram devolver dinheiro aos compradores, mas essa iniciativa não deverá livrar as duas marcas de processos, como já ocorreu com outros fabricantes que divulgaram números errados de consumo ou performance.

Segundo Gina McCarthy, do escritório de qualidade do ar da EPA, a divulgação de dados mentirosos sobre consumo, presentes na etiqueta colocada no para-brisa nas concessionárias, induz os consumidores a fazer escolhas que podem ser equivocadas, além de prejudicar as marcas concorrentes.

A auditoria que descobriu as fraudes foi iniciada depois de várias queixas de consumidores, reclamando de uma grande diferença entre o consumo real e o declarado nas etiquetas pelos fabricantes.

13 modelos - Segundo a EPA, cerca de 900 mil unidades da Hyundai e Kia vendidas nos EUA podem ter sido afetadas. A investigação cita sete modelos da Hyundai: Elantra, Sonata Hybrid, Accent, Azera, Genesis, Tucson Veloster e Santa Fe. Da Kia, os modelos são seis: Sorrento, Rio, Soul, Sportage e Optima Hybrid. Vários desses carros são vendidos também no Brasil.

As duas marcas alegam ter modificado seus métodos de testes internos em 2010, o que teria causado o problema. Elas afirmam que modelos mais antigos não foram afetados.

Na maioria dos casos, a diferença de consumo constatada foi de uma a duas milhas por galão. O campeão foi o Kia Soul com uma divergência de seis milhas por galão (2,24 km/l).

Com os preços da gasolina em ascensão nos últimos anos, a economia de combustível tem tido um peso importante na escolha dos automóveis pelos consumidores, o que torna ainda mais grave o procedimento das duas marcas apanhadas pela fiscalização. Tanto a Hyundai como a Kia usam os dados de consumo agressivamente em sua publicidade, apresentando-se muitas vezes como líderes em economia nos seus segmentos de mercado.

Apesar dos números de consumo real serem quase sempre inferiores aos mostrados nas etiquetas de eficiência, que são levantados através de um ciclo virtual em testes de laboratórios, não é comum que fabricantes divulguem dados errados aos consumidores. Segundo a EPA, desde o não 2000 isto só havia acontecido duas vezes.

Longo prazo - A Hyundai e a Kia deverão reembolsar seus clientes com base na quilometragem percorrida pelos carros, calculando o custo da gasolina e acrescentando 15 por cento ao total. O reembolso será feito durante todo o tempo que eles mantiverem os veículos.

Com 900 mil carros atingidos, as duas marcas terão que desembolsar imediatamente dezenas de milhões de dólares e, ao longo do tempo, as indenizações poderão chegar a centenas de milhões.

A EPA ainda não divulgou o valor das multas que as fabricantes terão que pagar. A Kia e a Hyundai estão sujeitas a outras sanções, também, por propaganda enganosa, por parte de outras agências governamentais.

O que não é possível quantificar de imediato é o prejuízo causado à imagem das duas marcas coreanas, que deverão ter sua credibilidade abalada.


Chris Brown postou fotos no Twitter durante a manhã, mostrando um semblante desgastado. "Me sentindo como um merda hoje", escreveu o cantor. Na segunda imagem, ele escreveu: "traje de ensaio" (24/10/12) Recentemente, o cantor terminou o namoro com a modelo Karrueche Tran depois de ter sido visto com a ex-namorada Rihanna em uma festa


Chris Brown está certo de que sua imagem pública nunca mais será a mesma desde que agrediu a ex-namorada, a cantora Rihanna, em 2009. Em entrevista ao programa "This Is How I Made It", que vai ao ar neste sábado (3), pela MTV americana, o cantor ressaltou que desde o episódio tem tentado ser uma pessoa melhor.

"Não dá para voltar atrás e ter o sucesso de antes ou as opiniões de antes. Vivi uma das experiências mais humilhantes da minha vida e isso não me dá o direito de odiar as pessoas que me julgam ou não gostam de mim. Tudo o que posso fazer é tentar ser uma pessoa melhor e para mim está tudo bem em saber que não sou perfeito", disse Brown durante o programa.

Ele confessou ainda ter ficado surpreso com a reação de alguns fãs. "O apoio que tenho dos fãs é surreal para mim. Eles me colocaram numa situação onde eu pude ajudar outras pessoas e continuar fazendo a minha música", ressaltou o cantor que espera fazer com que sua música seja capaz de ajudar as pessoas "a darem a volta por cima".

"Espero que eles [os fãs] se identifiquem com a minha canção e que mesmo que eles tenham falhado em algum momento, saibam que podem dar a volta por cima", frisou Brown que tem cumprido a pena de cinco anos, em liberdade condicional, com serviços comunitários e terapia sobre violência doméstica.

"Eu espero que minha história, minha vida, possa mostrar que mesmo que você esteja por baixo, isso não quer dizer que você ficará assim para sempre. Todos nós passamos por situações ruins, mas o importante é seguir em frente", finalizou Brown.

Entenda o caso

A agressão aconteceu no dia 8 de fevereiro de 2009 em um lugar próximo ao Hancock Park, em Los Angeles. Chris Brown, que dirigia um carro alugado, e Rihanna discutiram após uma festa. Um detetive de polícia de Los Angeles descreveu o ataque brutal em um depoimento. Segundo o oficial, Brown bateu, asfixiou e mordeu Rihanna, e depois tentou empurrá-la para fora do carro.

Ainda de acordo com o detetive, houve ameaças de morte. Uma imagem que mostra o rosto machucado da cantora circulou pela internet à época.

Brown se apresentou às autoridades horas mais tarde e foi liberado após pagar uma fiança de US$ 50 mil. O cantor se declarou culpado. Ele foi sentenciado a passar cinco anos em liberdade condicional, frequentar um programa sobre violência doméstica com duração de um ano e realizar 180 dias de trabalho comunitário.

Foi no estado da Virgínia que Brown cumpriu os seis meses de serviço comunitário, ainda que o crime tenha sido cometido na Califórnia, onde Rihanna ainda reside.

Brown cumpriu seis meses de trabalhos no estado da Virgínia, onde nasceu. Entre as tarefas realizadas estão a limpeza de muros e estradas pichadas.

O artista recebeu elogios dos oficiais da condicional, mas a promotora Mary Murray solicitou uma auditoria em julho. Para a magistrada, não há uma especificação clara sobre quantas horas Brown trabalhou e onde as tarefas foram realizadas.




Crédito: Reprodução
Mariko Haugen é uma praticante de taekwondo, mas nunca imaginou que precisaria usar suas habilidades para se livrar de um ataque de tubarão. Mas aconteceu. A mulher realizava um mergulho com seu marido na costa do Havaí quando deu de cara com um tubarão tigre. Em uma rápida reação, Mariko deu dois socos no animal e se livrou do ataque, possivelmente mortal.

“Meu taekwondo me preparou para saber como dar um soco e eu soquei duas vezes, mas um deles pegou de lado e deslizou para dentro da boca”, disse Mariko, faixa preta na arte marcial, ao jornal inglês The Sun.

Mariko contou mais detalhes da aventura. “De repente, é como se fosse Hollywood. Você vê as mandíbulas vindo em sua direção. Não posso dizer o quanto foi aterrorizante”, disse.

Apesar de ter espantado o tubarão tigre, a norte-americana não saiu ilesa do ocorrido. Mariko levou cerca de 70 pontos na mão direita como resultado da briga.


Pesquisando no Google, modelo achou o marido, Jamie Hince
Foto: The Grosby Group



Para quem acha que só as festas de premiações e tapetes vermelhos são o suficiente para uma celebridade encontrar sua cara metade, se enganou. A supermodelo Kate Moss, de 38 anos, conheceu o maridão Jamie Hince na internet.

Casada desde o ano passado, ela diz que só começou a namorar James em 2007, quando estava "pesquisando homens" no Google e gostou da sua aparência assim que viu uma foto. "Jamie foi incrível. Basicamente, ele apareceu! Eu estava na casa de um amigo no sul da França e nós estávamos pesquisando homens no Google. E , de repente, eu falei: 'Oh, eu gosto do olhar dele'", ela disse à Vanity Fair.

"Um amigo em comum fez a ponte. Passamos os próximos quatro dias juntos. E, quando finalmente acordamos, eu disse: 'Você quer um sanduíche de bacon?' E ele apenas riu de mim. Eu não sabia que ele era um vegan. Nós estivemos juntos por quatro dias e, desde então, ele largou o veganismo. Eu consegui com que ele comesse o sanduíche de bacon".

Kate - que tem uma filha de 10 anos, Lila Grace, de seu relacionamento anterior com o editor Jefferson Hack - diz que caiu de amores com o roqueiro do Kills porque eles são muito parecidos. "Sim. Ele gosta de fazer as mesmas coisas que eu gosto, e ele tem o mesmo senso de humor. Ele é muito divertido e realmente mal-humorado também... Os homens são mal-humorado, não são?".

O primeiro-ministro russo, Dmitri Medvedev, afirmou nesta sexta-feira que as duas jovens do grupo punk Pussy Riot, condenadas a dois anos de detenção por uma "oração" irreverente contra o presidente Vladimir Putin, não deveriam estar na prisão, informaram as agências russas.

"Se eu tivesse sido o juiz, não as teria enviado para a prisão. Simplesmente porque considero que não é justo que estejam privadas da liberdade. Já passaram muito tempo na prisão, agora basta", disse. Nadezhda Tolokonnikova, 22 anos, e Maria Alyokhina, 24, estão presas em uma colônia penal nas proximidades de Moscou.

Ao mesmo tempo, Medvedev destacou que a questão não depende dele porque o caso está nas mãos da justiça e dos advogados das duas jovens."Elas têm o direito de apelar e penso que os advogados farão isto. E o tribunal tem o direito de examinar esta questão profundamente e tomar uma decisão", afirmou o chefe russo.

Medvedev repetiu que considera as integrantes do grupo punk Pussy Riot "extremamente desagradáveis". Em setembro, ele disse que o grupo provocava "náuseas", mas que considerava "inútil" mantê-las na prisão.

Outubro foi um mês de muitos lançamentos. Alguns deles foram ansiosamente aguardados, como o Windows 8 e o Windows Phone 8. Outros confirmaram boatos que correm a internet desde o início do ano, como o iPad Mini e a nova família iMac. O Google também marcou presença, apesar de o furacão Sandy ter apagado seu brilho, com novos modelos de sua linha de tablets e smartphones Nexus.

Se você não conseguiu, por algum motivo, acompanhar a movimentação do mundo da tecnologia durante todo o mês, reunimos aqui os produtos mais bem avaliados pela PCMag:

Samsung Galaxy Note II





Com um rápido processador quad-core, uma bela e gigantesca tela e ótimos recursos, o Samsung Galaxy Note II faz tudo que um grande celular deve fazer. Se você quer um celular que também serve como tablet, ele é o melhor que você pode encontrar.





Apple MacBook Pro 13" (Retina Display)



O Apple MacBook Pro 13" (Retina Display) é a melhor maneira de carregar os pixels de um monitor grande com você. Ele é ideal para quem ganha a vida com ferramentas visuais.





Microsoft Windows 8





O Windows 8 é uma inovação corajosa, unindo os mundos dos tablets e dos PCs. Sua excelente entrada touch, app store e melhor desempenho são atraentes, mas as mudanças serão drásticas para alguns e, sendo um produto completamente novo, algumas arestas permanecem.





Seagate Backup Plus




O Seagate Backup Plus é um ótimo sucesso da linha GoFlex, oferecendo uma combinação matadora de velocidade, facilidade de uso e versatilidade, tudo isso enquanto incorpora um inovador recurso de redes sociais.






Norton Internet Security (2013)





O Norton Internet Security é um vencedor constante, e a edição 2013 não é exceção. Com sua coleção de componentes top-de-linha, ele continua sendo nossa Escolha do Editor.





World of Warcraft: Mists of Pandaria





É indiscutível que World of Warcraft é o melhor MMORPG do mercado. Se você está disposto a pagar pelo título mais a assinatura mensal, esta é, sem dúvida, sua melhor opção.


Android está em 75% dos dispositivos vendidos no mundo, como o Galaxy S III (à direita na imagem)
Foto: Reuters
O Google ampliou ainda mais sua vantagem sobre a Apple no setor de smartphones no terceiro trimestre, abarcando com seu sistema operacional Android 75% dos dispositivos vendidos no mundo, segundo estimativas publicadas esta quinta-feira pelo instituto de pesquisas IDC.

O sistema operacional Android, usado pelo primeiro fabricante mundial do setor, Samsung, mas também por várias outras marcas, rodava em 136 dos 181,1 milhões de celulares inteligentes vendidos o mundo no terceiro trimestre, segundo o IDC. No segundo trimestre, o IDC calculou sua parte em 68%.

Em um ano, o Android apresentou um crescimento de 91,5%, quase o dobro do que acumula o restante do setor. "O Android foi um dos primeiros motores de crescimento no mercado dos smartphones desde que foi lançado em 2008", destacou Ramón Llamas, encarregado de pesquisas do IDC.

O sistema operacional do Google aumentou ainda mais sua vantagem sobre o concorrente iOS, que roda no iPhone da Apple. O segmento de mercado desde último recuou de 16,9% no segundo trimestre para 14,9% no terceiro, com 26,9 milhões de unidades vendidas.

Por Gerry Shih

SAN FRANCISCO, 31 Out (Reuters) - Enquanto o furacão Sandy castigava a Costa Leste dos EUA, afetando a rede elétrica e as conexões de internet, milhões de moradores recorreram ao Twitter, em parte para se informar, em parte para pedir socorro.

Mas a rede social também se tornou terreno fértil para trotes que disseminavam boatos ou fotos manipuladas, como a que mostrava a bolsa de Nova York inundada.

A bolsa desmentiu o fato, mas só depois de o tuíte ser replicado incontáveis vezes, chegando até a ser noticiado pela CNN, num episódio que mostra como o serviço de microblogs se tornou um meio essencial nas grandes coberturas da mídia, ainda que altamente falível.

Desde a noite de domingo, autoridades dos EUA vêm usando o microblog para orientar moradores sobre a desocupação de áreas ameaçadas. Quando a tempestade chegou, as linhas do telefone 911 (emergências) ficaram congestionadas em Nova York, levando muitos moradores a enviarem mensagens para a conta do Corpo de Bombeiros no Twitter (@fdny) pedindo informações e socorro para pessoas ilhadas.

Emily Rahimi, que, segundo os bombeiros, gerencia sozinha a conta @fdny, encaminhou com tranquilidade dezenas de pedidos de ajuda, ao mesmo tempo em que orientava usuários com dúvidas sobre ligar para o serviço 311 (atendimento não-emergencial da prefeitura) ou para a empresa elétrica ConEd.

Na sede norte-americana da Cruz Vermelha, em Washington, uma pequena sala batizada de Centro de Operações Digitais contém um mosaico com seis monitores mostrando atualizações do Twitter e Facebook, e um "mapa de calor" mostrando a origem das postagens, balizando a mobilização de recursos da entidade.

"Percebemos que podemos realizar a missão da Cruz Vermelha a partir das redes sociais", disse Wendy Harman, diretora de estratégia social da agência, que na terça-feira recebeu uma rápida visita do presidente Barack Obama.

Por causa da tempestade, o Twitter criou a página de evento chamada #Sandy -- formato antes reservado apenas a grandes eventos patrocinados, como a Olimpíada ou as corridas da Nascar. A ideia é que a página congregue pessoas que procuram informações sobre o evento, exibindo tuítes selecionados (manualmente ou por um algoritmo) de contas oficiais, como a do prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e do governador de Nova Jersey, Chris Christie, que esteve particularmente ativo na rede durante a tempestade.

(Reportagem adicional de Jenifer Ablan e Felix Salmon em Nova York)

Por Ronald Grover e Lisa Richwine

LOS ANGELES, 31 Out (Reuters) - O acordo de 4 bilhões de dólares da Walt Disney para comprar a Lucasfilm, de George Lucas, --a terceira maior aquisição de entretenimento da Disney em sete anos-- começou a tomar forma em maio de 2011, quando o criador de "Star Wars" teve de mostrar ao presidente-executivo da Disney, Bob Iger, como usar um sabre de luz.

Lucas e Iger estavam no parque temático Hollywood Studios da Disney, em Orlando, Flórida, brandindo os brinquedos na inauguração de uma versão 3D do brinquedo Star Tours, recorda Iger, e "George teve de me mostrar como usá-lo".

As negociações esquentaram este ano, quando Lucas, de 68 anos, decidiu que queria se aposentar da gestão da empresa para se concentrar em projetos de filmes menores e mais pessoais.

Iger ficou animado com a perspectiva de adicionar marcas como Star Wars e Indiana Jones ao portfólio da empresa, com o qual ele já gastou 15 bilhões de dólares em aquisições desde que se tornou CEO, em 2005.

"Nós provamos com nossas aquisições da Pixar e da Marvel que sabemos como expandir o valor de uma marca", afirmou Iger em entrevista. "E marcas não ficam muito maiores do que Star Wars."

Lucas deve se tornar um consultor, enquanto a Disney espera lucrar com a companhia de entretenimento do produtor, que gerou 550 milhões de dólares em lucros operacionais em 2005, quando a Lucasfilm fez a última parte de sua franquia "Star Wars: A Vingança dos Sith".

Lucas, em uma entrevista em vídeo divulgada no StarWars.com, disse: "Eu realmente queria colocar a empresa em algum lugar em uma entidade maior, que poderia protegê-la. A Disney é uma corporação enorme. Eles têm todos os tipos de recursos e instalações, então ganhamos muita força com isso."

Kathleen Kennedy, co-presidente da Lucasfilm, deverá desempenhar um papel importante na franquia Star Wars, e a Lucasfilm disse que vai manter as operações no norte da Califórnia.

A Disney pretende fazer um novo filme do Star Wars a cada dois ou três anos, disse Iger. A empresa também vai usar a icônica marca para construir brinquedos em parques temáticos, produzir programas de TV e vender bonecos de Darth Vader.

(Reportagem adicional de Liana Baker, em Nova York)

O Twitter anunciou que está desenvolvendo um aplicativo nativo para o novo sistema operacional da Microsoft, o Windows 8, divulgou o site espanholABC. Na conta oficial @TwitterMobile, a empresa postou: "Windows 8 precisa de um bom app do Twitter. Então estamos desenvolvendo um. Esperamos compartilhar ele com vocês nos próximos meses".

Atualmente, a rede de microblog oferece aplicativos oficiais para o sistema operacional móvel Android e para iPhone e iPad. Ainda não foram comentados mais detalhes sobre o app para Windows 8, e não se sabe se a empresa apostará em um desenho especial para a nova interface da Microsoft ou se manterá a similaridade com os aplicativos para Android e iOS.





Esquema de duas colunas gera reclamações de usuários desde o lançamento da Timeline
Foto: Reprodução

O Facebook começou a testar um novo formato de Linha do Tempo da rede social, em que reduz de duas para uma o número de colunas com informações como atualização de status e mensagens no mural. Uma coluna menor à direita mostra atualizações de fotos, locais e amigos. O Facebook confirmou ao site The Next Web que a funcionalidade está sendo testada em pequeno número de usuários.

A mudança pretende resolver uma reclamação da maioria dos usuários desde o lançamento do perfil Timeline. Os membros do serviço não se adaptaram ao novo design, que traz duas colunas de informação e obriga o usuário a navegar em de um lado a outro da página para visualizar um perfil.

O Rio de Janeiro é o primeiro Estado a participar da medição da qualidade da banda larga móvel, que começa nesta quinta-feira no País. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), as conexões à internet prestadas por meio do Serviço Móvel Pessoal serão avaliadas por 137 medidores distribuídos em diversos pontos do Estado, escolhidos por amostragem. A medição de banda larga fixa também tem início hoje, através de equipamentos instalados em computadores de voluntários.

Até junho de 2013, outros Estados receberão os equipamentos para medição da banda larga móvel gradativamente. Em todo o País, serão instalados 3,8 mil medidores, número que poderá ser ampliado durante as avaliações do projeto. Até o final do mês, os usuários de banda larga móvel poderão medir a qualidade do serviço em seus computadores ou smartphones a partir de um programa disponível no endereço www.brasilbandalarga.com.br.

Já as medições da qualidade da banda larga fixa são feitas por meio de um equipamento medidor, o whitebox, instalado nas conexões de voluntários. Cada voluntário selecionado terá acesso a relatório com dados relativos à qualidade do serviço em sua residência ou empresa. Em todo o Brasil, serão selecionados até 12 mil voluntários.

Os primeiros resultados sobre a medição de qualidade serão divulgados pela Anatel até dezembro. A agência afirma que, com esses dados, reunirá informações para a adoção de medidas que permitam a progressiva melhoria do serviço.

A partir de novembro, as operadoras têm que entregar 20% da velocidade contratada imediatamente, durante a navegação, e em média, 60% da velocidade. Até novembro de 2014 essas taxas devem chegar a 40% e 80%, respectivamente.

O Google fechou uma parceria com o Centro Nacional para Crianças Desaparecidas e Exploradas dos Estados Unidos e vai colocar alertas sobre crianças desaparecidas nos seus resultados de busca e no Google Maps. Os alertas vão fornecer informações sobre crianças sequestradas com base no local de pesquisa do usuário.

Ao buscar por um restaurante ou por uma rota no Google Maps, por exemplo, o Google vai alertar o usuário se uma criança foi recentemente dada como desaparecida naquela área e mais informações sobre o caso que poderiam ajudar a identificar o menor ou seu sequestrador. "Estamos trabalhando em estreita colaboração com o Missing Children Europe e com o Canadian Centre for Child Protection tentando levar este serviço a mais países", afirmou em postagem no blog da companhia o engenheiro Phil Coakley.

Na Europa, Missing Children Europe fechou parceria com diversos sites para usar as mensagens de erro de página não encontrada (o erro 404) para ajudar a encontrar crianças desaparecidas.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget