07/04/14



Fãs de Linkin Park podem comemorar. A banda volta ao Brasil ainda este ano na turnê do álbum The hunting party. Segundo o jornalista José Norberto Flesch, a banda se apresenta em Brasília no dia 19 de outubro e em mais cidades ainda a serem anunciadas. Boatos dão conta que a apresentação seria parte do festival Circuito Cultural Banco do Brasil, que em 2013 trouxe nomes como Red Hot Chili Peppers e Stevie Wonder para apresentações no país.

Entre os artistas cotados para edição deste ano, Kings of Leon, MGMT e Paramore são quase dados como certos, além do proprio Linkin Park. O disco The hunting party atingiu o número 2 nas paradas britânicas, sendo superado apenas pelo disco Ultraviolence, de Lana Del Rey.

Confira clipe de Until it's gone:

Caso de regulador financeiro chama atenção para epidemia de mortes por excesso de trabalho na China, um fenômeno que tem até nome: guolaosi

Getty Images


A China está em um processo acelerado de crescimento e desenvolvimento que tirou milhões da pobreza, mas está deixando outras vítimas pelo caminho.

Não se trata dos mortos em obras ou vítimas da violência comum, e sim daqueles que morrem de tanto trabalhar.

São 1.600 chineses por dia, de acordo com a China Radio International, controlada pelo estado. A estimativa do China Youth Daily de 600 mil pessoas por ano é levemente maior.

É difícil chegar a um número confiável porque a ligação entre o trabalho e a saúde é muitas vezes nebulosa, mas alguns casos já se tornaram notórios, como o de Lin Jianhua, de 48 anos, que trabalhava há 26 como regulador do sistema financeiro oficial.

No final de abril, ele morreu depois de passar a noite inteira preparando um relatório.

Seus empregadores lançaram um comunicado afirmando que para aprender com o caso, os chineses deveriam "ser como ele, sempre firme em seus ideiais e crenças, o interesse geral, leal à causa do partido e das pessoas, à contínua luta sacrificando tudo".

A rede social de microblog Sina Weibo, uma espécie de versão chinesa do Twitter, é cheia de relatos e reclamações de funcionários sobre empregadores que os pressionam a trabalhar cada vez mais e por longos períodos.
No centro financeiro de Pequim, 60% dos trabalhadores reclamam de trabalharem além do limite legal de duas horas extras por dia, de acordo com uma pesquisa realizada por Yang Heqing, reitor da Escola de Economia do Trabalho da Universidade Capital de Economia e Negócios, citada pela Bloomberg.

A morte por excesso de trabalho tem até nome: guolaosi na China e korashi no Japão.

Mas o fenômeno não é exclusivamente asiático: em agosto do ano passado, ficou notório o caso do estagiário no Bank of America em Londres que morreu depois de praticamente virar três noites.



O estudo que o Facebook e as universidades de Cornell e da Califórnia fizeram para avaliar a influência emocional que os usuários da rede sofrem uns dos outros agora pode ser feito por qualquer um.

Uma programadora e artista norte-americana recriou a experiência com um plugin do Chrome, com o qual é possível ter uma ideia do que foi feito.

Lauren McCarthy explica que sua extensão, chamada Facebook Mood Manipulator, foi desenvolvida com o Linguistic Inquiry World Count (LIWC), mesma base usada pelo Facebook para cuidar da análise linguística - e que só capta expressões em inglês.

Só que, ao invés de ficar no escuro, como ocorreu com os 700 mil envolvidos no estudo, o usuário pode escolher se prefere se sentir mais positivo, emocional, agressivo ou aberto através de um controle que surge no topo à direita da rede social.



O Fantástico realizou um concurso para eleger a Musa da Copa através de imagens de belas mulheres captadas nos estádios. Renata Coradini, que é do setor de criação visual do Sbt, foi eleita a mais bonita entre as candidatas do programa dominical da Rede Globo. De acordo com informações da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez na Folha de São paulo, a Globo disse saber que Coradini é funcionária da emissora concorrente, mas que não discrimina ninguém na brincadeira. (Aratu)

Patricia Domínguez veio ao Brasil para, a princípio, acompanhar de perto o que prometia ser uma digna defesa de título da sua seleção, a atual campeã mundial Espanha. No entanto, o que a repórter espanhola testemunhou foi um adeus precoce da Fúria, eliminada ainda na primeira fase da competição. Sem o time de Iniesta e companhia para torcer, a jornalista agora engrossa a torcida por outra equipe: a seleção brasileira.

Com quase 2 mil seguidores no Instagram, Patricia posta fotos com bastante frequência. Na maioria das publicações, manifesta o carinho pela seleção de Neymar e companhia, como quando pintou as unhas de verde e amarelo, ou também quando fez uma selfie com a bandeira do Brasil ao fundo.

- Vamos, Brasil - disse ela, em uma publicação recente.







Cerca de cem pessoas se reúnem na véspera do jogo decisivo das quartas
de final do mundial para ensaiar novos gritos de incentivo aos jogadores


Por Juscelino FilhoFortaleza, CE

A torcida tem sido uma das armas da Seleção Brasileira nesta Copa do Mundo. Da arquibancada, os gritos de incentivo aos jogadores começa desde o hino, sempre cantado à capela até o fim. Para o jogo decisivo desta sexta-feira (4), contra a Colômbia, os cearenses querem inovar. Houve até ensaio para afinar a melodia e decorar a letra das novas músicas.

Ensaio das novas músicas teve bateria e muita empolgação (Foto: Juscelino Filho)

Com bateria, cavaquinho, caixas de som e muita empolgação, cerca de cem pessoas participaram do último ensaio na véspera do jogo das quartas de final. Leandro Mendonça, gerente de marketing da empresa responsável pela ação, explicou que a ideia é inovar na hora de torcer dentro do estádio.

- Queremos levar a festa para dentro dos estádios. A gente viu que tinha oportunidade de trazer coisas novas para incentivar a Seleção. Estamos com duas novas músicas: Camisa amarela e Explode Castelão. Estamos treinando, fazendo vários ensaios e chamando as pessoas pelas redes sociais para fazer uma festa muito bonita lá no Castelão - explicou.

Antônio Júnior é um dos que irá levar a novidade para dentro do estádio. Ele foi ao ensaio na véspera do jogo e aprovou a iniciativa.

- Acho bacana. Os cantos são sempre os mesmos. Inovar de vez em quando é bom. Acho que tem tudo para fazer sucesso amanhã e continuar para os próximos jogos - pontuou.

Ideia é levar novos cânticos para as arquibancadas nos jogos do Brasil (Foto: Juscelino Filho)

Brasil e Colômbia entram em campo na Arena Castelão nesta sexta-feira (4), pelas quartas de final da Copa do Mundo. A bola rola a partir das 17 horas.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget