11/22/15

Aliko Dangote: o homem mais rico da África, preside o Grupo Dangote, um conglomerado avaliado em US$ 15 bi

Uma parcela muito pequena do mundo ébilionária – são apenas 1.826 pessoas. Destas, apenas 11 são negras – e nenhuma delas é do Brasil.

A pequena lista dentro da já seleta lista de bilionários conta com nomes de celebridades, como a do jogador de basquete americano Michael Jordan e da apresentadoraOprah Winfrey.

E é de liderada por outra lenda – mas essa é do mundo dos negócios: Aliko Dangote, a pessoa mais rica da Áfricae a 67ª de maior fortuna do planeta, segundo ranking da Forbes.

O nigeriano tem um patrimônio estimado de 16,6 bilhões de dólares e é dono de 91% da maior empresa de cimento do continente africano, a Dangote Cement, por meio de uma holding.

A companhia produz mais de 30 milhões de toneladas métricas por ano, número que deve dobrar até 2018, e abriu novas fábricas em Camarões, Etiópia, Zâmbia e Tanzânia neste ano.

Além da cimenteira, o bilionário controla negócios diversos que incluem sal, açúcar e farinha.

Celebridade nigeriana

Em seu país de origem, Dangote é tido como uma espécie de guru para pessoas que querem se tornar milionárias por meio do empreendedorismo.

Seu dom para oratória nas várias palestras que faz e entrevistas para tevê, fortalece essa percepção, mas nada é melhor que seu próprio exemplo de vitória.

O bilionário começou a empreendedor na década de 70 depois de receber um empréstimo de seu tio, um privilégio e tanto para os padrões da região.

Na época, com 24 anos, abriu uma pequena trading de açúcar, que transformou em um império com valor estimado em 15 bilhões de dólares.

Conforme crescia e melhorava a economia africana, ele multiplicava sua fortuna, com negócios diversos. Mas nunca perdeu a ambição de fazer seu país e vizinhos melhorarem de vida ao empreender.

“Todos os meus investimentos estão na África. Sou africano e acredito — muito — no meu continente”, disse Dangote a EXAME, em uma entrevista antiga, de 2011.

Facebook/Mark Zuckerberg
Zuckerberg: o Facebook oferece aos funcionários, tanto homens como mulheres, até quatro meses de licença
Da EFE

Washington - O co-fundador e executivo-chefe doFacebook, Mark Zuckerberg, decidiu tirar dois meses de licença-paternidade pelo nascimento de sua primeira filha, publicou neste sábado em sua conta na rede social.

"Esta é uma decisão muito pessoal e decidi tirar dois meses de licença-paternidade quando nossa filha chegar", disse o diretor, emreferência ao nascimento de sua primeira filha com sua esposa, Priscilla Chan, cuja gravidez foi anunciada em julho.

O Facebook oferece a seus funcionários, tanto homens como mulheres, até quatro meses de licença quando têm filhos, que podem ser tiradas imediatamente após o parto ou a qualquer momento durante o primeiro ano de vida do bebê.

É uma política muito generosa para os padrões americanos, mas que nem todos os empregados aproveitam por temerem que possa prejudicar suas expectativas profissionais.

"Os estudos mostram que quando pais trabalhadores tiram tempo para estar com seus recém-nascidos, os resultados são melhores para as crianças e para as famílias", disse Zuckerberg.

"A cada dia as coisas se tornam um pouco mais reais para nós e estamos muito animados para começar esta nova etapa de nossas vidas", acrescentou o executivo-chefe do Facebook.

Zuckerberg não anunciou quando sua filha deve nascer.

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget