02/03/13


Um grupo de adolescentes estava jogando 'Call of Duty'
Foto: Reprodução

Policiais suecos invadiram uma casa onde vários adolescentes jogavam Call of Duty em Estocolmo, na Suécia, no último sábado (26), após a chamada de uma pessoa que ouviu tiros e gritos pedindo ajuda. As informações são do site UPI.

De acordo com a agência de notícias sueca TT, pedestres que passavam próximo ao apartamento ouviram barulhos que, na verdade, eram do personagem do jogo, que foi baleado várias vezes e gritava por socorro. Na sequência, as autoridades foram acionadas e mandaram 10 policiais ao local, que forçaram os jovens a saírem da casa.

Já fora do apartamento, tudo foi esclarecido e a polícia deixou o local, sem realizar nenhum registro ou detenção.



Britânica afirma que problema foi causado por uma lente de contato
Foto: The Sun / Reprodução

Uma britânica de 42 anos afirma que perdeu um olho devido a um fungo em uma lente de contato. Jacqueline Stone comprou lentes descartáveis pela internet e diz que elas causaram uma rara infecção. As informações são do site do jornal britânico The Sun.

A britânica, moradora da região de Essex, diz que usou uma vez as lentes e se sentiu desconfortável com elas. "Quando eu fui tirá-las, a esquerda ficou presa no meu olho", conta. Ela foi a um médico, que lhe deu algumas gotas de colírio. Dois dias depois, a mulher voltou ao hospital, já que ainda sentia desconforto no olho - e novamente recebeu apenas um colírio.

"Uma bolha branca de pus começou a se formar sob a minha pupila e estourou, se espalhando pelo meu olho", diz Jacqueline, que é professora de matemática. "Eu comecei a gritar. Meu filho de 15 anos chamou uma ambulância e eu recebi morfina, mas isso não acabou com a dor. Eu dei à luz duas vezes e nada se compara a isso."

Foi somente em outro hospital que Jacqueline diagnosticada com uma infecção com um fungo Fusarium - segundo os Centros de Controle de Doenças dos Estados Unidos (CDC, na sigla em inglês), esse tipo de problema é muito raro. Boa parte do olho foi destruída pela infecção, incluindo 70 nervos. Ela teve que tomar remédios fortes, que causaram vômito e até hemorragia interna.

Ela passou por 22 operações, mas os médicos acabaram por remover o olho. "Ele poderia ter me matado. Agora eu temo que o fungo volte se eu ficar doente", diz. A professora agora processa a fabricante da lente (Alcon EyeCare) e os hospitais que a atenderam e não identificaram o problema - de Broomfield e o Moorfields.

A empresa diz que investigou o caso e não achou conexão entre a infecção e o uso da lente. O Moorfields disse que vai revisar o atendimento prestado, enquanto o outro hospital afirmou que coopera com a investigação.


O presidente do Instituto Campus Party, Bruno Souza, e o diretor-geral da Campus Party Brasil, Mario Teza, comandam o encerramento da festa
Foto: Reprodução

DÉBORAH SALVES E ISMAEL CARDOSO

A sexta edição da Campus Party Brasil encerrou oficialmente na noite deste sábado com o recorde de participantes e atividades. A cerimônia no palco principal do Anhembi Parque, casa da sede neste ano, foi descontraída, com brincadeiras com participantes, palavrão e muito "uooo".

Mário Teza, presidente da edição brasileira, e Bruno Souza, presidente do Instituto Campus Party, citara, o recorde de 7.631 campuseiros de todas das 27 unidades federativas, além de mais de 20 países. Foram 5,5 mil participantes acampados, e um investimento de R$ 22 milhões. Ao todo, 400 atividades somaram mais de 500 horas de conteúdo nos sete dias da maior festa geek do planeta neste ano também foi a maior da história do evento no País.

Teza reforçou a importância de os campuseiros darem suas sugestões para a organização, e citou os palestrantes Buzz Aldrin, astronauta que pisou na Lua, e Nolan Bushnell, criador do Atari, foram escolhidos a partir das opiniões dos participantes. As sugestões para 2014 e para a Campus Party Recife - confirmada para julho deste ano na capital pernambucana - são enviadas no formulário de inscrição deste ano.

A cerimônia de encerramento da festa em São Paulo também teve premiações de concursos realizados durante a sexta Campus Party Brasil. O jogo de ping pong com smartphone premiou a dupla vencedora com dois iPhones 4S, por exemplo, e o do Firefox OS deu, além de smartphones, uma entrevista de emprego no Facebook para o criador do aplicativo que foi 1º lugar. Houve também prêmios em dinheiro e oportunidades de treinamento profissional na área de empreendedorismo.

Ao final, um rapper americano do projeto Music Changing Lives se apresentou com show de música. A primeira canção ele dedicou às vítimas da tragédia em Santa Maria (RS), no dia 27, quando 231 pessoas morreram em um incêndio em uma boate. Enquanto cantava o refrão "Deus do céu, por favor, lembre-se do meu nome", o telão do palco principal exibia os nomes das vítimas e imagens de canais de TV mostrando o trabalho de resgate no último domingo.

Campus Party Brasil 2013


A sexta edição da Campus Party Brasil, uma das maiores festas de inovação, tecnologia e cultura digital do mundo, acontece entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro no Anhembi Parque, em São Paulo. Na Arena do evento, 8 mil pessoas têm acesso à internet de alta velocidade e a mais de 500 horas de palestras, oficinas e workshops em 18 temáticas, que vão desde mídias sociais e empreendedorismo até robótica e biotecnologia. Cinco mil desses campuseiros passam a semana acampados no local.

A 6ª edição traz ao Brasil nomes como o astronauta Buzz Aldrin, um dos primeiros homens a pisar na Lua, e o fundador da Atari, Nolan Bushnell. Em sua sexta edição em São Paulo, a Campus Party também teve no ano passado a primeira edição em Recife (PE). O evento acontece ainda em países como Colômbia, Estados Unidos, México, Equador e Espanha, onde nasceu em 1997.

Nas edições brasileiras anteriores, o evento trouxe ao País nomes como Tim Berners-Lee, o criador da Web; Kevin Mitnick, um dos mais famosos hackers do mundo; Al Gore, ex-vice-presidente dos Estados Unidos; Steve Wozniak, que fundou a Apple ao lado de Steve Jobs; e Kul Wadhwa, diretor-geral da fundação Wikimedia,que mantém a Wikipédia.


A mulher que teve o couro cabeludo arrancado quando andava de kart no Beto Carreiro World, em Penha (SC), na manhã de sábado, passou por uma cirurgia durante a noite de ontem e foi encaminhada ao CTI, de acordo com informações da assessoria de imprensa do parque. Segundo a assessoria, o último boletim médico do Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí, para onde Fernanda Breyer, 22 anos, foi levada, diz que a cirurgia foi bem sucedida, mas o quadro da paciente é grave.

Fernanda se acidentou depois que parte do seu cabelo se enroscou no motor do kart. A assessoria afirmou que foram seguidos todos os procedimentos de segurança para evitar o acidente e que antes de andarem no kart as pessoas assistem a um vídeo de orientação.

A polícia fez perícia no local para determinar as causas do acidente. Os médicos do parque fizeram o atendimento inicial e a ambulância do Beto Carreiro encaminhou a jovem ao hospital. Por meio da assessoria, o parque afirmou que sente muito pelo ocorrido e que está prestando todo o auxílio necessário à vítima e aos seus familiares.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget