05/18/12



O Facebook bateu o recorde de volume de ações negociadas em uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) nos Estados Unidos. Às 16h07, já haviam trocado de mão 460 milhões de ações. O recorde anterior era da General Motors, que teve 458 milhões de ações negociados no dia de seu IPO, em 2010, lembra o Wall Street Journal. Cem milhões de ações foram negociadas logo nos primeiros cinco minutos.

Os papéis da rede social fecharam em alta de 0,61%, a US$ 38,23, bem próximo do preço inicial de US$ 38 anunciado um dia antes. O valor de mercado da companhia ficou em US$ 104,63 bilhões. A Nasdaq, bolsa de valores que reúne as empresas de tecnologia, fechou em queda de 1,24%.

O Morgan Stanley, o principal coordenador da oferta, recebeu 38% dos papéis negociados no IPO e o Goldman Sachs, 15%, disseram fontes próximas à negociação à Dow Jones. A expectativa é de que o Morgan Stanley fique com a maior fatia das taxas que o Facebook deve pagar pelo seu IPO — ela pode chegar a US$ 175 milhões.

O JPMorgan também atuou como subscritor na oferta do Facebook, mas não há informações sobre o volume de ações que teria ficado com o banco.

O papel da rede social, que iniciou o pregão a US$ 42,05, oscilou entre US$ 38 e US$ 45. Mark Zuckerberg, o cofundador e presidente do Facebook, falou da importância do IPO para a empresa. “Abrir o capital é uma marca importante em nossa história. Mas isto é mais importante: nossa missão não é ser uma empresa de capital aberto. Nossa missão é tornar o mundo mais aberto e conectado”, afirmou.

GM

O fato de o Facebook ultrapassar a General Motors em volume de ações negociadas é algo irônico para o momento. Recentemente, reportagem do Wall Street Journal informou que a fabricante de automóveis vai deixar de anunciar na rede social.

Executivos de marketing da empresa teriam chegado à conclusão de que a publicidade no Facebook não é eficiente. A notícia, publicada dois dias antes do IPO, foi recebida como um alerta extremamente negativo. Especialistas começaram a questionar a capacidade da rede social para gerar receita.

Sem citar a GM, a concorrente Ford respondeu:

“É tudo uma questão de execução. Nossos anúncios no Facebook são eficientes quando estrategicamente combinados com conteúdo interativo e inovação.”

A reportagem do WSJ indica que a GM usará apenas sua página na rede social (o recurso grátis) como ferramenta de marketing no Facebook. A GM tem atualmente o valor de mercado de US$ 33,16 bilhões e o Facebook, US$ 104,8, de acordo com o mercado de hoje.

-

Empresa do cantor do U2 comprou 2,3% da rede social em 2009

Agências internacionais

Foto: Alex Wong/Getty Images/AFP

O vocalista do grupo irlandês U2, Bono, pode ter se tornado nesta sexta-feira o músico mais rico do mundo, por causa de um investimento feito em 2009 na rede social Facebook.

Por meio da sua companhia de investimentos Elevation Partners - que tem interesses na indústria tecnológica, musical e da informação -, Bono investiu cerca de US$ 90 milhões para comprar 2,3% da rede fundada por Mark Zuckerberg, operação à época criticada e até ridicularizada por muitos analistas.

Com a abertura de capital realizada nesta sexta, que avaliou o Facebook em mais de US$ 100 bilhões, a empresa do cantor passou a deter cerca de US$ 2,5 bilhões, dos quais Bono teria direito a US$ 1,5 bilhão. Segundo a revista Forbes, Bono é um dos 12 maiores acionistas da rede social.

De acordo com o blog de tecnologia Business Insider, o cantor teria acumulado, em seus 30 anos de carreira, uma fortuna de US$ 900 milhões. Ou seja, apenas com o investimento no Facebook, teria conseguido superar esse patrimônio.

Com isso, Bono superaria o ex-Beatle Paul McCartney, que tem uma fortuna estimada em cerca de US$ 1 bilhão e era considerado, até agora, o músico mais rico do mundo.

Em entrevista à rede de TV americana MSNBC para falar sobre a escassez de alimentos na África, porém, o cantor desdenhou de sua posição de bilionário da internet. "Ao contrário do que vem sendo noticiado, eu não sou um bilionário ou mais rico do que qualquer Beatle", disse.

"Na Elevation, nós investimos o dinheiro de outras pessoas - doações, fundos de pensão", disse. "Somos pagos para isso, claro. Mas, você sabe, eu já me sentia rico quando tinha 20 anos e minha mulher pagava minhas contas. Apenas por estar em uma banda, eu sempre me senti abençoado."

Entre 2007 e 2008, a Elevation Partners já havia investido em uma outra grande companhia de tecnologia americana, a Palm. Mas, diferentemente do Facebook, a empresa apenas "empatou" seu investimento de mais de US$ 300 milhões em 2010, quando a Palm foi vendida para a fabricante de computadores americana HP.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget