10/18/11

Grandes, belos e ecológicos, edifícios parecem sair direto dos filmes de ficção científica
Projetos se destacam hora pelo tamanho, hora pela beleza e hora pela extravagância
Projetos se destacam hora pelo tamanho, hora pela beleza e hora pela extravagância



Arquitetura futurista, estrutura ecológica e design petulante. Essas são algumas das características que definem os prédios do futuro, formações verticais que parecem ter saído da mente de um roteirista de ficção científica.
Com projetos espalhados por todo o mundo, esse edifícios são a saída encontrara pelos arquitetos para exibir o poder de gigantes multinacionais, ou resolver o continuo aumento da população nas grandes cidades, cada vez mais sem espaço.
Confira a seguir algumas dessas obras arquitetônicas impressionantes que se destacam hora pelo tamanho, hora pela beleza e hora pela extravagância.
Dancing_Towers_01
Dancing Towers ou Signature Towers (Dubai)
Com carater de obra faraônica, as Torres que dançam de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, vão ser a sede da empresa Business Bay. O projeto começou a ser construído em 2008, mas já foi paralisado e ainda não há previsão de retorno. As três torres foram “coreografadas” para refletir o movimento de fluidos, de acordo com a arquiteta iraniana Zaha Hadid, responsável pelo projeto e vencedora de diversas competições internacionais.
vertical_forest_skyscraper_
Bosco Verticale (Milan)
Proeza incrível da arquitetura verde, a Bosco Verticale promete ser a primeira floresta vertical do mundo. A construção coberta de vida vegetal será erguida em Milão, na Itália, e protege os moradores da poluição do ar e sonora através da capacidade das plantas em gerar umidade, absorver CO2, produzir oxigênio e proteger o edifício da poluição atmosférica.
Todas estas características melhoram a qualidade do espaço e economizam dramaticamente o consumo de energia durante todo o ano. Cada um dos 27 andares do edifício terá uma varanda plantada com árvores capazes de responder ao clima da cidade - sombra será fornecida no verão, e luz do sol entrará nas casas no inverno, uma vez que as arvores estarão despidas.
A Bosco Verticale é de autoria do arquiteto Stefano Boeri.
56_Leonard_Street_01
56 Leonard Street (Nova Iorque)
Este arranha-céu modernista e residencial terá 145 andares e será localizado na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos. O prédio é projetado pela empresa suíça Herzog & de Meuron e descrito pelo arquiteto como "casas empilhadas no céu."
O 56 Leonard Street já foi elogiado por publicações como Vanity Fair e New York Magazine, mas atualmente está embargado e com as obras paradas.
Burj_Al_Alam
Burj Al Alam (Dubai)
Com um elevador que chega a mais de 350 km por hora, o Burj Al Alam (Torre do mundo, em português) é um luxuoso arranha-céu que será construído na cidade de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. A estrutura terá 501 metros de altura e uma especie de coroa na cobertura, com jardim suspenso e spa. Sua construção começou em 2006, mas o projetou foi paralisado devido ao atraso no pagamento das parcelas de clientes e investidores. A previsão atual para a conclusão do projeto é no final de 2012.
predio_do_futuro_01
Edifício COR (Miami)
O edifício COR consiste em um condomínio vertical multifuncional de estrutura metálica e vidro cercado por um exoesqueleto parecido com um queijo suíço. No topo, os orifícios circulares - às vezes individual, às vezes juntos – possuem grandes turbinas eólicas que agem em conjunto com o sistema de painéis fotovoltáicos e coletores solares para o aquecimento de água, que formam o sistema de geração de energia do edifício. O projeto, de autoria do arquiteto Chad Oppenheim, é o primeiro condomínio sustentável de Miami, nos Estados Unidos.
Logistic_City_01
Logistic City (Shenzhen)
Com impressionantes 1111 metros de altura, a torre autossustentável projetada para a cidade de Shenzhen, na China, será uma comunidade vertical com residências, empreendimentos, comercio e áreas verdes.
A altura do super arranha-céu permitirá a circulação abundante de vento que será coletado por turbinas eólicas para a geração de energia. Para manter as plantas sempre verdes, um sistema de reciclagem vai aproveitar a água da chuva para regar e cultivar as partes naturais da construção. Outro aspecto positivo é o uso de energia solar para alimentar todas as áreas comuns aos moradores.
O projeto audacioso ainda não passa de uma ideia e não há qualquer previsão de sua implantação ou do início de suas obras na cidade de Shenzhen.


Nova York, 18 out (EFE).- A batalha judicial entre Viacom e Google voltou nesta terça-feira aos tribunais americanos pelo caso iniciado há quatro anos pela denúncia de violação de direitos autorais na transmissão de vídeos pelo site YouTube, pertencente ao gigante da internet.

Os advogados das duas partes compareceram a um painel formado por três juízes do Segundo Circuito da Corte de Apelações de Manhattan para apresentar seus argumentos iniciais após o recurso de apelação da Viacom contra a decisão emitida em junho de 2010 pelo juiz Louis Stanton, confirmou à Agência Efe um porta-voz da empresa nova-iorquina.

A Viacom, que iniciou o caso em 2007 e exige uma indenização de US$ 1 bilhão por danos e prejuízos, considera que a Google e o YouTube violaram as leis de propriedade intelectual ao permitir a difusão de conteúdos de sua propriedade no portal de vídeos na internet.

No entanto, em junho de 2010 o juiz Stanton deu razão à Google ao alegar que o YouTube estava protegido pela Digital Millennium Copyright Act já que não tinham conhecimento das supostas infrações, decisão apelada pela equipe jurídica da Viacom.

A Viacom alega que o YouTube tem um modelo de negócio baseado em vender publicidade com base em conteúdos dos quais não tem licença, prática que consideram ilegal. Por isso, exige ao site que retire mais de 100 mil videoclipes de programas transmitidos por canais de sua propriedade, como "MTV" e "Comedy Central".

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, anunciou pelo site de microblogs Twitter o fim do sequestro da menina colombiana Nohora Valentina Muñoz.

Santos agradeceu ao Comitê Internacional da Cruz Vermelha, que intermediou as negociações para a libertação da menina.

Não se sabe quem ou que organização foi responsável pelo sequestro.

Nohora é filha do prefeito da cidade de Fortul, no Departamento (Estado) de Arauca, no leste do país.

Ela tem dez anos de idade e ficou 19 dias em cativeiro em um caso que chocou a Colômbia.

Milhares de pessoas saíram às ruas para pedir sua libertação.

A campanha teve o apoio de figuras importantes; além do presidente do país, o papa Bento 16.

O sequestro ocorreu no dia 29 de setembro, quando Nohora ia para a escola acompanhada por sua mãe.

Pelo menos 2 mil soldados e policiais trabalharam nas buscas pela menina em todo o Departamento de Arauca, que faz fronteira com a Venezuela e onde operam guerrilheiros das Farc e do Exército de Libertação Nacional, além de grupos criminosos ligados ao tráfico de drogas.

O governo chegou a oferecer uma recompensa equivalente a cerca de US$ 80 mil (R$ 140 mil) por informações sobre o paradeiro ou os sequestradores de Nohora.

Muitos responsabilizam as Farc pelo sequestro, mas não houve pronunciamento oficial do governo ou da organização.

Antes da libertação da menina, seu pai, Jorge Enrique Muñoz, disse que não estava interessado em saber quem havia levado sua filha. Queria apenas que ela fosse solta.

"É uma menina de dez anos. Neste momento, ela deve estar desesperada."

Stefan Ramin e Heike Dorsch em um dos locais paradisíacos que visitaram antes do episódio de suposto canibalismo
Stefan Ramin e Heike Dorsch em um dos locais paradisíacos que visitaram antes do episódio de suposto canibalismo


A vice-prefeita da ilha de Nuku Hiva, na Polinésia Francesa, negou, em entrevista à BBC, que um turista alemão que está desaparecido desde o dia 9 de outubro tenha sido vítima de canibalismo. Segundo Deborah Kimitete, a história, que vem sendo divulgada por parte da imprensa alemã e por outras publicações, teria sido criada por um repórter e não reflete a verdade. Restos mortais queimados e roupas foram encontrados em um vale remoto na ilha do Pacífico. Testes serão realizados para confirmar se eles pertencem ao iatista alemão Stefan Ramin, que desapareceu na região este mês, quando viajava com a namorada Heike Dorsch. "Eles encontraram ossos queimados. É isso. Eu não sei por que eles estão falando de canibalismo", disse Kimitete à BBC. Tribos Quando questionada sobre a existência de canibalismo no passado, ela disse que isso acontecia 200 anos atrás. "Tribos lutavam umas contra as outras e era uma forma de absorver o poder do inimigo." Segundo Kimitete, a população está profundamente magoada com o destaque dado à notícia. Ela acredita que a imagem da ilha pode ser prejudicada. "Todos assumiram que a informação era verdadeira. Nós estamos aguardando que haja uma prisão e que exames sejam feitos para sabermos o que realmente aconteceu." A polícia está à procura do guia turístico Henri Arihano Haiti, o principal suspeito da morte do alemão, mas os investigadores dizem que não há nenhum indício de que a vítima tenha sido devorada e que esta hipótese não está sendo considerada. Ramin teria desaparecido após ancorar seu catamarã perto da ilha e sair junto com o guia local de 31 anos, mas sem a namorada. Haiti já teria sido condenado por roubo anteriormente

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget