05/11/12

Engenheiro de software narra como foi o processo de seleção e conta como é trabalhar na maior empresa de internet do mundo.


Por Renan Hamann 



 (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Um engenheiro da Google – de nome não revelado – se submeteu a uma bateria de perguntas com alguns membros do Reddit. Foram realizadas diversas questões acerca de vários temas relacionados à rotina de trabalho na empresa de Mountain View e também sobre os principais produtos oferecidos. Segundo oMashable, o engenheiro sempre deixou claro que não falava em nome da empresa. Confira a tradução adaptada de algumas das perguntas mais importantes e das respostas obtidas.
P: Como foi o processo de contratação?
  • R: Isso começou com um estágio, que envolveu o envio de meu currículo e duas etapas de entrevistas por telefone. Depois do estágio eu fiz uma “conversão”, que envolveu várias entrevistas e uma análise do meu período de experiência.
P: Por que muitos doodles são criados para homenagear artistas menos conhecidos?
  • R: Quem você acha que faz os Doodles?
P: Você usa o Google+ ou o Facebook com mais frequência?
  • R: Google+. Eu não uso o Facebook mais. Mas isso é uma decisão pessoal e eu posso ver que outras pessoas não fazem o mesmo. As coisas que eu compartilho são direcionadas para pessoas com quem eu quero compartilhar. Isso é o mais importante para mim.
P: Algumas pessoas dizem que a Google está cometendo um grande erro ao empurrar o Google Plus para os usuários. Em vez de ficar mais relevante, isso está na verdade ferindo a imagem pública da empresa. O que você pensa sobre o projeto e as ações de marketing envolvidas?
  • R: Você vai se queixar que o Google está empurrando o Google na cara das pessoas? Não pense no Plus apenas como a página http://plus.google.com. Essa é uma camada social comum a todo o Google. Uma vez que você compreenda isso, você vai ver por que parece que ele está sendo “jogado”. Quantos produtos Google você acha que são sociais de alguma forma (ex. envolve relacionamentos com outras pessoas)? Eu afirmo isso porque penso que ter essa camada social comum é importante.
P: É considerado um tabu na cultura Google ir para casa às 5 da tarde, o que é considerado “tarde” na maioria dos locais da indústria de software?
  • R: Eu não acho que é tabu ir para casa às 5 horas. Algumas vezes eu vou embora muito mais cedo. Minha política pessoal é: se eu percebo que estou totalmente ineficiente, eu não vou desperdiçar o meu tempo ou o tempo da Google sentado em minha estação de trabalho. E nos dias que estou fazendo bons progressos, eu continuo trabalhando de casa durante a noite.
P: Quais são as regras de vestimentas?
  • R: Não acho que tenhamos alguma. Eu acho que isso se baseia em outros códigos; primeiro, “não seja um idiota”. Mas eu vejo pessoas de ternos, pijamas, moletons etc.
P: Quantas horas por semana você trabalha?
  • R: Eu não tenho certeza, mas é algo por volta de 40 horas, em média.
P: Quanto tempo de “brainstorming” vocês têm por dia?
  • R: Isso varia muito, de acordo com a do projeto em que estamos. Por um tempo, no ano passado, eu passei 90% do meu tempo em brainstorming. Agora, eu passo 0%, uma vez que estou apenas tentando verificar códigos.
P: Alguém trabalha de casa ou ir ao escritório é obrigatório?
  • R: Muitas pessoas trabalham de casa. Se você pode fazer seu trabalho, não há problemas de onde você está. É claro que existem vantagens em estar no escritório – contato com colegas, estar pronto para reuniões pessoais etc. Mas não há obrigações em estar no escritório o tempo todo.
P: Sonecas são encorajadas?
  • R: Há locais especialmente criados para esse propósito. Alguns escritórios também oferecem salas silenciosas onde você pode reclinar-se em uma cadeira confortável e cochilar.
P: Isso parece muito bom! Essas cadeiras são confortáveis?
  • R: Eu não as uso. Costumo dormir nas cadeiras de massagem.

Fonte: Mashable



Norte-americano dispensa pulseira e encontra forma inovadora de levar seu iPod grudado ao corpo.

Por Maria Luciana Rincon Y Tamanini 






Implantar objetos magnéticos no corpo não é nenhuma novidade. Mas você já tinha ouvido falar de alguém que implantou ímãs no punho para prender um iPod Nano e não ter que usar uma pulseira?

Dave Hurban, o norte-americano fã de tatuagens e body piercings que você acabou de ver no vídeo acima, implantou quatro ímãs poderosos no próprio punho simplesmente para poder usar o iPod Nano dele como relógio.

A ideia é bem interessante, mas o que Hurban pretende fazer quando a Apple lançar um novo dispositivo? Além disso, será que o magnetismo não interfere com o funcionamento do aparelho?

Fonte: YouTube

É possível acessar diferentes áreas do Facebook com atalhos do teclado. Saiba quais são!
Por Danilo Amoroso


Você sabia que é possível abrir a página do seu perfil, as mensagens, as notificações e acessar outras áreas do Facebook por meio de teclas de atalho? Pois fique ligado em mais um tutorial do Tecmundo e confira.
Antes dos atalhos, atente para o seu navegador

Os atalhos que listaremos a seguir devem ser combinados com teclas que dependem do seu navegador. Se o seu browser é o Internet Explorer ou o Google Chrome, deve-se usar a tecla Alt; já se a sua escolha é o Firefox, use a combinação Alt + Shift.

Por exemplo: se você usa o Firefox e quer ir para o feed de notícias do seu Facebook, então mantenha as teclas Alt e Shift apertadas e tecle 1; já se você usa o Chrome e quer conferir suas mensagens, então mantenha a tecla Alt apertada e tecle 4.

Dito isso, vamos à relação:
Tecla 1 — ir para o seu feed de notícias;
Tecla 2 — ir para o seu perfil;
Tecla 3 — adicionar novos amigos;
Tecla 4 — ir para as suas mensagens;
Tecla 5 — ir para as suas notificações;
Tecla 6 — ir para as suas configurações da conta;
Tecla 7 — ir para as suas configurações de privacidade;
Tecla 8 — ir para a página do Facebook;
Tecla 9 — ir para a página com a política e os termos do Facebook;
Tecla 0 — ir para a central de ajuda;
Tecla M — abre a caixa de diálogo para a criação de uma nova mensagem (não funciona no Internet Explorer).



Contas foram divulgadas em 2011 e eram inexistentes ou usadas para spam.

Por Nilton Kleina

(Fonte da imagem: Divulgação/Twitter)

O susto provocado por um grupo de hackers que teria divulgado 55 mil contas e senhas do Twitter no site Pastebin teria sido apenas uma armação. A informação é da organização SaferNet Brasil, que apurou algumas informações e descobriu uma série de falhas nos dados expostos ao público.

A situação não é tão feia quanto parecia: 21.974 contas foram duplicadas no arquivo ou são inexistentes. Já nas 36.999 restantes (sim, a soma dá um número diferente) estão dados divulgados pela LulzSec em 2011 e perfis destinados a espalhar spam, já deletados pelo Twitter. A assessoria da rede social confirmou a informação ao Tecnoblog.

Ainda assim, várias pessoas declararam que algumas das contas ainda estavam ativas, apesar do Twitter ter forçado a mudança de senha na época da divulgação dos perfis.

Fonte: Tecnoblog

Entrevistados consideram a ferramenta indispensável para os dias de hoje, além de verem na web o meio de comunicação mais importante da atualidade.

Por Douglas Ciriaco

Pesquisa revela comportamento do brasileiro na intenet (Fonte da imagem: iStock)

Uma pesquisa divulgada nesta quinta-feira (10) dá dimensões da importância cada vez maior que a internet tem para o brasileiro. De acordo com o estudo, a maioria dos 2.075 entrevistados considera a internet como o principal meio de comunicação atual. Além disso, 82% deles dizem que a internet é essencial para a sobrevivência.

Conforme publicado pela Info, o estudo divulgado pro Fábio Coelho, presidente da Google do Brasil e da rede de associações Interactive Advertising Bureau (IAB), mostra que a web é a principal fonte de entretenimento para os pesquisados. O questionário foi respondido por email por pessoas de diversas idades, regiões e classes sociais.

A pesquisa, realizada pela IBA em parceria com a comScore, visava identificar comportamentos de internautas em relação à publicidade digital. Manhã (89%) e noite (78%) são os horários favoritos para navegação dos entrevistados, já outras partes do dia estão na preferência de 73% dos pesquisados.

80 milhões de pessoas conectadas

Ainda de acordo com os dados publicados no estudo, o Brasil conta hoje com 80 milhões de
internautas, que acessam a web pelo computador, celular, tablet e video games, entre outros dispositivos. Ela relata ainda que 42% dos internautas passam mais de 2 horas conectados todos os dias.

Quando questionados sobre qual o passatempo predileto quando há apenas 15 minutos de tempo livre, 62% responderam que a internet é a escolhida. Apenas 25% dos entrevistados afirma assistir a TV para passar o tempo e somente 14% leem jornais impressos.
Acesso é menor na região Norte

Outro dado ressaltado na pesquisa publicada hoje é a localidade onde o brasileiro mais acessa a internet. A região Norte registrou o menor índice, com apenas 5% dos acessos; já a região sudeste é a grande campeã, com 55% dos internautas de todo o país.
Ponto de acesso

Enquanto 40% das pessoas garantem usar o smartphone como principal fonte de acesso à internet, 77% afirmam usar majoritariamente o desktop e 59% o notebook para navegar. Os tablets vêm logo em seguida, com 16% da preferência. Entre pessoas de 25 e 34 anos, o uso de video games, tablets e smarpthones é maior do que em outras faixas etárias.

Fonte: Info

Líquido que reage ao magnetismo, fluido que se torna sólido e até transistores elásticos. Confira cinco materiais que parecem ter saído dos filmes de ficção científica.

Por Felipe Arruda


A realidade é mesmo muito estranha. Dias atrás, publicamos um artigo sobre o polônio, um elemento químico que, apesar de muito letal, pode ser encontrado naturalmente no meio ambiente. Agora, preparamos uma lista com cinco invenções ou substâncias que chegam a ser mais esquisitas do que uma axila robótica. Vamos a elas.

Condutores elásticos

Condutores elásticos oferecem avanços para "wearable computers" (Fonte da imagem: ntech.t.u-tokyo.ac.jp)

Já existem muitas notícias sobre os “wearable computers”, ou seja, gadgets ou computadores que podem ser usados como acessórios de moda ou peças de roupa. O Tecmundo já publicou, inclusive, uma galeria sobre esse assunto.

Mas pesquisadores japoneses resolveram levar esse conceito a um patamar muito maior. A “malha” exibida acima é, na verdade, um material elástico feito com nanotubos de carbono e capaz de conduzir energia elétrica por meio de transistores. Com ela seria possível construir máquinas completamente flexíveis, a ponto de serem esticadas até dobrarem de tamanho e voltarem ao normal sem que fossem danificadas.



Alumínio transparente


Latas de refrigerante ficariam mais bonitas com alumínio transparente (Fonte da imagem: Dornob)


Imagine um material resistente como o aço e transparente como o vidro. Impossível? Não mais. Apesar de a ideia ter origem em um dos filmes de Jornada nas Estrelas, o alumínio transparente já é um produto real e, além disso, muito desejado pela indústria militar.


Em um mundo cada vez mais preocupado com a segurança, a existência de um alumínio transparente favorece o aparecimento de janelas mais resistentes a tiros ou grandes impactos, ideais para automóveis e aviões.
Ferrofluido






Imagine um líquido que pode reagir a campos magnéticos. Bizarro, não? Mas isso existe e tem o nome de “ferrofluido” ou “fluido magnético”. Graças às nanopartículas ferromagnéticas de hematita ou magnetita, esse material pode interagir com ímãs e assumir formas muito curiosas, como pode ser constatado no vídeo acima.


As aplicações do ferrofluido são bem variadas. Capaz de ser usada como redutora de atrito, a substância se torna muito conveniente para a engenharia mecânica. Além disso, a NASA tem estudado o uso do fluido magnético como base de um sistema de altitude para suas aeronaves. Ainda, como se não bastasse, a medicina pode usar o líquido como contraste em exames de ressonância magnética, ajudando, inclusive, na detecção de câncer.
Aerogel



Aerogel, um dos materiais mais leves e menos densos do mundo (Fonte da imagem: NASA - JPL)


Esse é o preferido da galera do Tecmundo. Já publicamos um artigo sobre ele, mas caso você não se lembre, o aerogel é um material leve como o ar, mas resistente como o aço. Além disso, a aparência desse material é tão futurista quanto à do ferrofluido.


Existem diversos usos práticos para o aerogel. A NASA, por exemplo, já usou o material para capturar partículas de poeira espacial, e o sólido serve como um ótimo isolante térmico, chegando a ser 39 vezes mais eficaz do que a melhor fibra de vidro térmica que existe atualmente.
Fluido não newtoniano






Grosso modo, podemos dizer que um fluido é considerado não newtoniano quando não tem uma viscosidade bem definida e pode se solidificar ao ser submetido a uma tensão. Um bom exemplo são aquelas piscinas cheias de água e amido de milho, usadas em alguns programas de auditório da televisão. Ao pisar fortemente sobre o líquido, ele se solidifica momentaneamente e o participante consegue correr sobre a “água”.


A indústria militar pretende usar esse tipo de comportamento em trajes de combates. A ideia é que a roupa especial seja suave e confortável durante a maior parte do tempo, mas que se enrijeça rapidamente ao receber o impacto de uma bala disparada pelo inimigo.


Pensando melhor, essa talvez seja uma boa ideia até mesmo para as vestimentas civis. Dessa forma, as pessoas ficam mais seguras e, ao mesmo tempo, continuam na moda.

Por que a vela de aniversário reacende sozinha? Como o óleo e a água da maionese não se separam? Saiba a resposta para essas e outras curiosidades.

Por Felipe Arruda

Muitas vezes, estamos tão absortos em nossas atividades que nem percebemos a ciência por trás delas. Quantos já pensaram, por exemplo, no que é mantém água e óleo unidos em uma maionese? Ou, então, por que cargas d’água aquela vela de aniversário não para de reacender após ser assoprada?

Mas agora chegou a hora de acabar com essas dúvidas e, de quebra, absorver um pouco mais de conhecimento geral.

O segredo de uma boa maionese
Apesar de homogênea, maionese é feita com água e óleo (Fonte da imagem: Vijverln/Wikipedia)

Todo mundo sabe que água e óleo não se misturam. Por isso é comum, em algumas cidades, chamarem uma pessoa muito reservada ou isolada de “azeitão”. Porém, existe um molho espesso e cremoso capaz de manter essas duas substâncias unidas: a maionese.

A receita é popular e pode ser encontrada facilmente no Tudo Gostoso. Basta uma rápida olhada nos ingredientes para estranhar o fato de que o vinagre (ou suco de limão) não se separa do óleo. Além disso, existe uma porcentagem muito alta de água no ovo e, se ele também faz parte da receita, como pode formar uma mistura homogênea junto com o óleo?

Como explicado em uma série especial publicada pela revista Scientific American, o segredo da maionese está na gema do ovo e se chama lecitina, que serve como emulsificante da mistura. A molécula da lecitina possui duas extremidades: uma hidrofóbica, que repele a água, e outra hidrofílica, que a atrai. Dessa forma, a lecitina serve como uma espécie de ponte entre as minúsculas gotículas de água e de óleo, mantendo-as unidas e formando, assim, uma mistura homogênea.
A misteriosa vela mágica

Vela reacende sozinha por causa de metal presente no pavio (Fonte da imagem: Wikipedia)

Ela costuma roubar a cena na hora de cantar o “Parabéns”: depois de assoprada pelo aniversariante, a vela mágica volta a acender sozinha, exigindo que seja apagada novamente. A ação se repete por diversas vezes até que alguém resolva, de uma vez por todas, dar um fim para a brincadeira.

O funcionamento dessas velas pode servir como um ótimo pretexto para uma aula de química. Como publicado na edição 175 da revista “Ciência Hoje das Crianças”, são necessários três componentes para que um objeto queime: oxigênio, combustível e energia. No caso de uma queimada, por exemplo, o combustível é a árvore ou o mato que pega fogo, o oxigênio está presente no ar e a energia é o que causa a queimada em si, como a chama de um cigarro jogado por alguém na beira de uma rodovia.

O mesmo modelo pode ser aplicado à vela comum. Ao pegar fogo, o pavio de algodão faz com que a cera da vela derreta, gerando o vapor que é usado nesse sistema como combustível. Ou seja, o que mantém a vela acesa não é a cera em estado sólido ou líquido, mas gasoso. Assim, o pavio absorve o vapor da cera e não deixa a vela se apagar até que o combustível acabe ou alguém assopre a chama.

No caso da vela mágica, o pavio também contém magnésio, um metal que entra em combustão a temperaturas muito baixas. Portanto, mesmo depois de ter assoprado a vela, o pavio ainda está um pouco quente, guardando energia suficiente para que o magnésio se inflame. Com isso, o vapor de cera que restou no pavio volta a se acender, proporcionando risadas e testando o fôlego do aniversariante.
Por que o queijo suíço tem buracos?

Na vida real, alguns queijos também são esburacados (Fonte da imagem: Reprodução/Hanna-Barbera)

Quem costumava assistir a “Tom & Jerry” quando criança pode ter ficado com a impressão de que o camundongo era o responsável pelos inúmeros furos das fatias de queijo que eventualmente apareciam no desenho. Entretanto, esses furos são causados durante o processo de fabricação desse alimento.

De acordo com o Huffington Post, os buracos são causados por bactérias usadas no processo de envelhecimento do queijo suíço, mais formalmente conhecido como Emmentaler. Para produzir esse tipo de queijo, são misturadas culturas de S. thermophilus, Lactobacillus e P. Shermani ao leite da vaca. Essas bactérias produzem a coalhada, que é prensada e embebida em salmoura dentro das formas de queijo. Depois, esses queijos são armazenados a uma temperatura de 22 a 26 ºC, dando início à fase do envelhecimento. É durante essa etapa que a mágica acontece.

Foto da bactéria P. shermani em um queijo suíço (Fonte da imagem: Genoscope)
Quando a bactéria P. shermani consome ácido lático, ela libera dióxido de carbono. O gás acaba se acumulando em forma de bolhas, gerando pequenos bolsões de ar dentro da peça, que resultam mais tarde nos famosos buracos do queijo suíço. Os fabricantes chamam esses buracos de “olhos” e, por incrível que pareça, são capazes de controlar o tamanho das “bolhas” ao alterar a acidez, temperatura ou tempo de envelhecimento do queijo.

Esse controle é muito importante. De acordo com o site Mental Floss, a Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA definiu que, dentro dos EUA, o queijo suíço deve ter buracos que vão de 9,5 a 20,6 mm. A razão? As máquinas fatiadoras de queijo mais atuais estavam tendo problemas para cortar peças com buracos maiores do que isso.
Como são produzidas as listras vermelhas do creme dental?

Como as listras coloridas são colocadas na pasta de dente? (Fonte da imagem: ShutterStock)

Pela manhã, no banheiro, a pessoa sonolenta pressiona o tubo de pasta de dente sobre as cerdas da escova e, quase que instantaneamente, o creme branco com pequenas listras vermelhas começa a sair ao mesmo tempo que um bocejo se form... Espere! Como essas listras vermelhas foram colocadas tão perfeitamente dentro do tubo?

Por incrível que pareça, o creme dental com listras é uma ideia patenteada nos Estados Unidos. O autor do “invento” é Leonard Lawrence Marraffino, que registrou a inovação estética em 1955 e, logo depois, vendeu-a para a Unilever.

Detalhes interno do tubo da pasta de dente listrada (Fonte da imagem: Joost van Treeck/Wikipedia)

O funcionamento é muito simples. A parte principal da pasta de dente, que normalmente é branca, está posicionada na parte final do tubo e ocupa a maior parte dele. Porém, próximo ao bico está localizado o material vermelho, responsável pelas listras. O que cria aquele efeito visual bacana é o fato de que os dois componentes do creme dental saem por cavidades diferentes: o branco é expelido por um canal central, enquanto que o vermelho sai por quatro cavidades menores, posicionadas na lateral desse canal.

Assim, cada vez que alguém aperta o tubo de pasta de dente, a pressão dos dedos empurra a porção branca que, por sua vez, empurra a parte vermelha. Algumas variações desse modelo também foram patenteadas, permitindo, por exemplo, que o creme saia do tubo com listras de duas cores. Engenhoso, não?

Fontes: Scientific American, Ciência Hoje, Huffington Post, Mental Floss, Leonard Marraffino

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget