Em Marte há dez anos, Opportunity passará por formatação

Só em seu último mês de operação, o sistema da máquina perdeu alguns dias de trabalho graças às doze vezes nas quais precisou ser reiniciado

Gustavo Gusmão, de

Divulgação / NASA JPL

Opportunity: não será primeira vez que NASA realiza esse tipo de processo à distância

Há uma década em território marciano, o jipe-robô Opportunity já viveu dias melhores.

Só em seu último mês de operação, por exemplo, o sistema da máquina perdeu alguns dias de trabalho graças às doze vezes nas quais precisou ser reiniciado.

Responsável pelo explorador de Marte, a NASA supõe que o problema esteja em células corrompidas na memória flash da máquina – e por isso mesmo pretende formatá-la, mas daqui da Terra mesmo.

O plano foi anunciado em comunicado publicado na última semana pela agência espacial, que coloca essas panes no sistema como responsáveis por atrasar as “atividades científicas” em mente para o jipe-robô.

Aparentemente complexo, o projeto de TI executado remotamente é descrito como "de baixo risco" no texto, visto que “sequências críticas e o software de voo estão armazenados em outro local, em uma memória não-volátil na máquina”.

Não será a primeira vez que a NASA realiza esse tipo de processo à distância.

O finado robô Spirit, que chegou a Marte junto com o Opportunity, teve alguns surtos de amnésia há cinco anos, e também precisou ser formato a distância. Ou seja, experiência em casos assim é o que não falta para a agência espacial norte-americana.

A formatação – Prevista para ser realizada ainda no começo deste mês de setembro, a formatação da memória do jipe-robô exigirá que os “dados úteis que restam na memória flash” sejam enviados à Terra.

Feito isso, a máquina entrará em uma espécie de estado de “repouso”, que a impedirá de acessar o espaço em manutenção.

A comunicação entre o Opportunity e a base de operação, distantes 200 milhões de quilômetros um do outro, também será feita em uma velocidade menor, de acordo com o comunicado da NASA.

A ideia é adicionar um pouco de resiliência ao processo, para que o robô explorador se recupere mais rapidamente de alguma eventual pane em meio aos preparativos.

Histórico – Bem antes da chegada do mais célebre Curiosity, o jipe-robô da agência espacial aterrisava em Marte em janeiro de 2004 para uma missão que duraria apenas três meses.

Passados dez anos, no entanto, o Opportunity continua funcionando e enviando materiais do planeta vermelho à base de operações da NASA.

A máquina entrou em território marciano acompanhada de outro robô, batizado de Spirit.

Ambos dividiram a exploração do planeta vermelho durante seis anos, até o fim da vida útil do "companheiro", em 2010.

Atualmente, o já idoso aventureiro, bem mais limitado, divide espaço com o Curiosity, outro responsável por enviar imagens e análises à Terra.

Postar um comentário

DÊ SUA OPINIÃO, COMENTE ESSA MATÉRIA.

[facebook][blogger]

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget