Homem pode voltar à Lua até 2021, diz estudo financiado pela Nasa

Os humanos podem voltar a pisar na lua em 2021 e até mesmo morar ali depois de outra década. A afirmação vem de um estudo conduzido pela NexGen Space LLC e financiada em parte pela Nasa

Anunciado no 46º aniversário dos primeiros passos da tripulação do Apollo 11 na superfície lunar, o estudo concluiu que a Nasa seria capaz de levar os humanos novamente para a lua em até cinco ou sete anos, construir uma base permanente 10 ou 12 anos depois disso e realizar tudo isso com o orçamento já existente para voos no espaço. 

No entanto, haja dinheiro para um projeto tão ambicioso. Por isso, uma saída encontrada para conseguir este feito seria aproveitar os voos comerciais conduzidos pela SpaceX, que são muito mais econômicos. Atualmente, a companhia de Elon Musk cobra US$ 4.750 dólares para cada quilograma enviado ao espaço em seu foguete Falcon 9. Para ter uma ideia do quanto esse custo é barato, voos do Apollo Saturn V cobram US$ 46 mil por quilo e ônibus espaciais custam US$ 60 mil para a mesma medida. 

Com essa economia, o presidente da NexGen que também participou do estudo, Charles Miller, afirma que a Nasa seria capaz de expandir sua exploração lunar sem ultrapassar os 4 bilhões recebidos para realizar voos espaciais. Isso porque, segundo a SpaceX, a próxima geração de foguetes da empresa, o Falcon Heavy, terá um custo semelhante ou até mais barato que o Falcon 9. 

No entanto, o estudo também prevê um número óbvio de riscos, já que construir uma base lunar pode ser algo imprevisivelmente rentável para as companhias que buscam retorno em seus investimentos. Ele também expões estratégias sobre como responder a problemas como a perda de um veículo no lançamento, perda de veículos para aterrisagem e até mesmo perda de tripulação. 

Há, ainda, o problema para conseguir suporte governamental. Para resolver isso, os pesquisadores propõem a formação de uma “Autoridade Lunar Internacional” para supervisionar o trabalho da Nasa e ser uma referência a modelos como o CERN. 

O estudo foi comandado por um time de 21 pessoas, incluindo ex-funcionários da administração da Nasa, membros da comunidade de voos espaciais comerciais e quatro ex-astronautas da Nasa. 

Fonte: The Verge
julho 22, 2015
Assunto Da Matéria >>
Sua Opinião:

Postar um comentário

DÊ SUA OPINIÃO, COMENTE ESSA MATÉRIA.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

[facebook][blogger]

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget