Um café da manhã entre poliglotas: 6 idiomas, muito café e uma tonelada de croissants

de John-Erik Jordan

Depois do seu último vídeo, Matthew Youlden nos disse que falar somente com a câmera foi algo um pouco solitário demais. Assim, ele perguntou se ele poderia entrevistar uma amiga. Quando ele nos disse que ela também é uma poliglota, nós não pudemos dizer não! Apresentamos Erika, uma cantora ítalo-argentina, música e tradutora que fala espanhol, inglês, francês, alemão e também um pouco de português (o que ela não gosta de admitir).



Matthew adora o esforço intelectual para aprender idiomas. Desde sua infância, sua curiosidade o impulsiona a imergir nas diferentes mentalidades que os novos idiomas oferecem. Erika, por outro lado, teve uma série de motivos interessantes para aprender os seis idiomas que ela fala. Neste vídeo, Matthew e Erika encontram-se durante o café da manhã e conversam sobre o que ela pensa sobre o aprendizado de idiomas. Eles conversam sobre as razões pelas quais ela fala italiano e espanhol como seus idiomas nativos e porque ela aprendeu alemão, inglês, francês e português mais tarde - todos os idiomas por motivos bem diferentes. Ainda, eles divagam sobre a dificuldade que bilíngues podem ter para identificar qual é a sua “língua materna”, sobre como a pressão na imersão para a sobrevivência (em um outro país ou no trabalho) ajuda na aquisição do novo idioma; e se o Matthew pode aprender bengali em 30 dias (Erika não acredita, mas o Matthew permanece otimista).

Eles também falam sobre palavras que não podem ser traduzidas em outros idiomas. Erika está convencida que “struggente” não é somente uma palavra italiana, mas um conceito italiano que ilustra o caráter singular do idioma.

Falar um outro idioma é muito mais do que somente expressar, de uma forma diferente, as palavras que você falaria em seu idioma - é um jeito único de ver as coisas. Para estes dois poliglotas, saber vários idiomas significa ter uma perspectiva mais ampla e profunda do mundo e das pessoas que o habitam. Eles encontraram um jeito de fazer o aprendizado de idiomas um processo divertido para eles mesmos. Erika utiliza as técnicas de ouvir, imitar e improvisar que ela também usa para aprender novas letras de música. Seu processo permite que ela aprenda idiomas absorvendo-os das pessoas a sua volta. Ela aprendeu francês ouvindo seus colegas enquanto trabalhava em um restaurante francês, inglês através de músicas americanas e britânicas e português com a ajuda dos samba, fado e bossa nova.

Traduzido por: Pedro Werneck

janeiro 23, 2015
Assunto Da Matéria >>
Sua Opinião:

Postar um comentário

DÊ SUA OPINIÃO, COMENTE ESSA MATÉRIA.

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

[facebook][blogger]

ivythemes

{facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google-plus#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}

MKRdezign

{facebook#http://www.facebook.com/MundoMS} {twitter#http://twitter.com/MundoMSOficial} {google-plus#http://plus.google.com/+MundoMSOficial} {pinterest#http://br.pinterest.com/MundoMS/} {youtube#http://www.youtube.com/c/MundoMSOficial} {instagram#http://www.instagram.com/mundomsoficial}

Envie seu Recado ao Mundo MS🌏

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget