+MMS
Carregando Notícias Mundo MS...

Tweetar Post/Página

Por que meu novo HD não mostra a quantidade certa de espaço?

Revelamos os motivos dos HDs não terem a mesma capacidade anunciada.



Caro Lifehacker,

Acabei de comprar um HD externo de 1TB, mas meu computador diz que só tem 902GB nele! Qual a treta? Roubaram 100GB de mim?

Atenciosamente,

Faminto Porgigas.

Caro Faminto,

Seu disco rígido pode estar mostrando um número menor por alguns motivos, mas, antes de tudo, saiba que você provavelmente não foi roubado. Esse número é completamente normal. Segue a explicação.


Discos rígidos geralmente vêm com software já instalado




A primeira (e menos importante) explicação é que muitos discos externos vêm com software pré-instalado pelo fabricante, como programas de backup ou algo do tipo. Geralmente, recomendamos que você se livre disso, porque quase nunca o que vem é melhor que programas que você pode baixar por aí (como nosso programa favorito de backup, o Clashplan). Então, mesmo que isso não libere uma tonelada de espaço, você deve formatar o disco antes de qualquer coisa.

Se você usa Windows, clique com o botão direito no drive no Windows Explorer e escolha 'Formatar'. Formate para NTFS se você tem em mente usar o disco para guardar muita coisa (como música ou backup) ou FAT32 ou ExFAT se você pretende transferir arquivos entre Macs e PCs.

Se você usa Mac, vá até /Applications/Utilities/Disk Utility e click no drive na barra lateral. Clique em 'Erase' no painel do meio, então escolha o sistema de arquivos. Mac OS Extended (Journaled) é a melhor opção default para grandes quantidades de arquivos. Para usar em Macs e PCs, FAT32 ou ExFAT é melhor.

Depois de formatar, você não vai mais ver aqueles popups chatos a cada vez que conectar o disco e deverá ter um pouco de espaço extra.


Uma medida para computadores, outra para embalagens




Eis o principal motivo de você ter menos espaço que o anunciado: computadores são baseados no sistema binário. Isso significa que a capacidade do disco é contada usando base 2 — não base 10, que é a que você vê na caixa. Então, enquanto medimos um kilobyte como 1.000 bytes, o Windows entende que essa medida é formada, na verdade, por 1.024 bytes. Da mesma maneira, um megabyte é formado por 1.024 kilobytes, um gigabyte é formado por 1.024 megabytes, e assim por diante. Isso significa que a quantidade verdadeira de espaço no disco vai ser menor que a divulgada. Quanto maior for o disco, maior será essa diferença. Geralmente, cada gigabyte tem 70MB a menos quando plugado — fazendo as contas, um HD de 1TB, como o seu, tem na verdade cerca de 900GB.

Não há muito a fazer sobre isso, infelizmente. Se você usa Mac ou Linux, atualize seu software: as versões mais recentes do OS X (10.6 em diante) e do Ubuntu (10.10 em diante) usam base decimal para mostrar a capacidade de armazenamento e o tamanho dos arquivos. Assim fica mais fácil de julgar (também é por isso que, quando você manda um arquivo do Windows para um Mac, ele aparece maior, mesmo não seno — só está sendo medido com outra base). Não tem como consertar esse problema no Windows — tudo que você precisa saber é que você sempre terá um pouco menos de espaço do que o que está na embalagem e agir pensando nisso. Se você tem 1.000GB, um disco de 1TB não vai ser suficiente: você vai precisar de um de 1,5TB. Isso vale para qualquer disco, seja interno, externo ou pendrives.

Cordialmente,

Lifehacker

Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica.